João Pessoa 24/05/2018 06:20Hs

Início » Destaque » Ex-secretário rebate acusações de Reginaldo e diz que Netinho deixou R$ 2,4 mi na Prefeitura

Ex-secretário rebate acusações de Reginaldo e diz que Netinho deixou R$ 2,4 mi na Prefeitura

Germano-CostaApós exoneração dos servidores comissionados da Prefeitura de Santa Rita, Reginaldo Pereira diz que as finanças da cidade estão comprometidas e afirma que não terá condições de pagar o 13º salário dos prestadores de serviço.

O ex-secretário adjunto de Comunicação da cidade dos canaviais, Germano Costa, publicou uma resposta às afirmações do gestor reempossado e disse, em seu perfil do Facebook, que Severino Alves deixou R$ 2.404.690,56 nos cofres de Santa Rita, os recursos são oriundos do Fundeb.

Na publicação, Germano questionou Pereira sobre o dinheiro e insinua que os valores poderiam ser usados para pagar acordos feitos para que ele retornasse à Prefeitura.

Leia o texto:

PARA REFLETIR NUMA NOITE DE DOMINGO. NETINHO PREFEITO:

– Ao assumir em Março/2014, com o município em greve, teve como um dos primeiros atos atender a 100% da pauta de reivindicações do Magistério.

– Equiparou salários dos professores P1 graduados com os salários dos professores P2.

– Além da equiparação, Netinho concedeu aumento a todos os nossos professores em Maio/2013, retroativo a Janeiro/2013.

 – Concedeu e equiparou o adicional noturno dos vigilantes do município.

– Deixou o comando do pagamento do 13° nas contas antes de ser covardemente afastado do cargo, na tarde da última quinta-feira, dia 18/12.

REGINALDO PEREIRA PREFEITO:

– Ao reassumir, no dia 19/12, bloqueou todas as contas e proibiu o pagamento do 13° dos servidores municipais. (Já havia feito isso em Janeiro/2013, ao assumir o cargo e só pagou depois de uma greve).

– No dia 19/12, um dia depois do afastamento de Netinho, havia R$ 2.404.690,56 (dois milhões, quatrocentos e quatro mil, seiscentos e noventa reais e cinquenta e seis centavos) do FUNDEB nos cofres da PMSR, ou seja, não há qualquer razão para o imperador não pagar o 13° dos funcionários.

Fica a pergunta: SE NEGANDO A PAGAR O DÉCIMO COMO ESTÁ, REGINALDO PEREIRA ESTARIA REPASSANDO A CONTA DOS ACORDOS FEITOS PARA A SUA VOLTA AOS NOSSOS SERVIDORES??

Perguntar não ofende…

Polêmica Paraíba