João Pessoa 16/08/2018 06:12Hs

Início » Destaque » Facebook altera política de privacidade. De novo

Facebook altera política de privacidade. De novo

Fica mais simples gerenciar grau de privacidade de conteúdos publicados. Mais: todos os cadastrados passam a ser encontrados pela busca da rede

Escritório do Facebook no Brasil, localizado em São Paulo

Escritório do Facebook no Brasil, localizado em São Paulo

Na noite desta quarta-feira, o Facebook promoveu – mais uma vez – mudanças em sua política de privacidade. Ficou mais simples para o usuário gerenciar o grau de privacidade de conteúdos publicados por ele ou que façam referência a ele.

 

Uma sutil alteração, contudo, chama atenção. A partir de agora, todos os cadastrados poderão ser encontrados pelo serviço de busca da rede – até agora, se promovesse uma mudança de configurações, um perfil poderia ficar fora da busca. Assim, o Facebook abre seu serviço de “páginas amarelas” virtual.

A mudança não acarreta outra mudanças acerca da privacidade das informações. Exibir para poucos ou para muitos suas informações segue uma prerrogativa do dono do perfil.

A novidade é um dos primeiros passos do criador e CEO do Facebook, Mark Zuckeberg, no sentido de alimentar seu serviço de buscas. Durante entrevista realizada em setembro, Zuckerberg deixou clara a importância da ferramenta para o negócio. “Acredito que o Facebook seja o único serviço capaz de oferecer certas informações. Quero que o mecanismo de busca responda questões como: em quais lugares meus amigos comeram sushi em Nova York nos últimos seis meses e gostaram.”

Botão de privacidade

A barra superior do serviço – que apresenta um campo de buscas e dois itens na seção lateral à direita – ganhará um novo botão, no formato de um cadeado. Quando o usuário clicar nele, serão exibidos três campos: ”Quem pode ver meus conteúdos?”, ”Quem pode entrar em contato comigo?” e ”Como faço para impedir que alguém me incomode?”. Com eles, será possível alterar a configuração de uma mensagem ou de uma imagem, por exemplo.

Permissão de aplicativos

Ao adicionar um aplicativo na rede social, o usuário passa a visualizar duas janelas. A primeira traz dados públicos que o app terá condições de acessar, como nome, endereço de e-mail e lista de amigos. Caso aceite as condições, o usuário é redirecionado a uma segunda janela, na qual o aplicativo sugere a publicação automática na rede social em nome do usuário. Observação: os aplicativos de jogos não serão alterados.

Atividades na rede social

O usuário ganha uma nova página dedicada ao relatório de atividades, que permite conferir e editar a marcação de conteúdo e fotos postadas por amigos ou terceiros. A nova versão do recurso permite remover a marcação de uma série de fotos de uma só vez, além de oferecer contato direto com a pessoa que publicou a imagem.

 

Ao retirar um conteúdo da linha do tempo ou até desmarcar uma foto, o usuário será informado de que os conteúdos ainda estarão disponíveis no feed de notícias de amigos, assim como no mecanismo de buscas da própria rede social.

 

Um novo recurso permite ao usuário verificar como seu perfil é visto por um amigo ou por colegas de trabalho, colégio e faculdade, por exemplo.

 

A busca da rede social passará a ter capacidade de exibir todos os perfis do serviço – hoje, usuários podem evitar aparecer na pesquisa modificando padrões de configuração. Cabe aos donos dos perfis determinar quais informações estarão disponíveis para amigos ou para toda a rede.

 

Veja