João Pessoa 17/07/2018 00:02Hs

Início » Destaque » França amplia contra o Uruguai, em frango de Muslera: 2 x 0

França amplia contra o Uruguai, em frango de Muslera: 2 x 0

Um gol de cabeça de Varane e um chute de fora da área de Griezmann, em falha do goleiro uruguaio, podem definir ida francesa às semifinais

NIZHNY NOVGOROD, RUSSIA – JULY 06: Fernando Muslera of Uruguay fumbles the ball as Antoine Griezmann of France scores his team’s second goal during the 2018 FIFA World Cup Russia Quarter Final match between Uruguay and France at Nizhny Novgorod Stadium on July 6, 2018 in Nizhny Novgorod, Russia. (Photo by Alexander Hassenstein/Getty Images)

De um lado, com 19 anos, o francês Kylian Mbappé tem assombrado o mundo. Do outro lado, contundido e apenas relacionado para o banco de reservas, Edinson Cavani tem assustado a torcida uruguaia. O duelo que prometia deixar a torcida em polvorosa, nesta sexta-feira (6/7), às 11h, em Nijni Novgorod, se restringiu, no primeiro tempo, a Mbappe de um lado e Luis Suárez do outro.

Mas foi o zagueiro francês Varane, de cabeça, após cruzamento, quem abriu o placar, aos 40 minutos do primeiro tempo. E, aos 15 minutos do segundo tempo, em contra-ataque, Pogba abriucom Tolisso, que encontrou Griezmann na entrada da área. O atacante arriscou para o gol e Muslera engoliu um frangaço, espalmando para dentro do próprio gol.

Promessa, de qualquer forma, de um jogo tenso e bastante disputado entre seleções que já conquistaram a Copa. O Uruguai, duas vezes. A França, uma. O Uruguai tem, aliás, uma estatística que pode servir de incentivo à vitória: já disputou 137 partidas contra países europeus, e tem 50 vitórias, 36 empates e 51 derrotas. Se vencer a França, empata em número de vitórias. Confra a França, foram oito jogos, com três vitórias, quatro empates e só uma derrota. Em Copas do Mundo, foram três partidas, com uma vitória dos sul-americanos e dois empates.

Vai ser difícil, porém. O jogo começou bastante equilibrado, com os franceses mantendo maior posse de bola enquanto os uruguaios optaram pelo contra-ataque e pelas jogadas duras para conter os franceses, especialmente sobre Mbappé.

Voltando ao jovem jogador, nas oitavas de final da Copa do Mundo, no jogo contra a Argentina, a arrancada dele do campo de defesa até a área adversária foi impressionante. Companheiro de Neymar no Paris Saint-Germain, tem três gols no Mundial e é um dos candidatos a ser eleito o melhor jogador do torneio. Mas agora, nas quartas de final, a França terá como rival uma seleção acostumada a ser a assombração – o tradicionalíssimo Uruguai.

Metrópoles