João Pessoa 21/06/2018 10:01Hs

Início » Destaque » Frei Anastácio chama MP que suspende data-base de ‘estupro’

Frei Anastácio chama MP que suspende data-base de ‘estupro’

anastácio estupro,O deputado Frei Anastácio (PT) criticou, nesta quinta-feira (18), a Medida Provisória 242 do Governo do Estado, que pôs fim a data-base dos servidores públicos, e está sendo apreciada na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

Segundo ele, a MP é um estupro e penaliza os servidores públicos estaduais. “A MP 242 é um estupro. Não se combate doença com remédio errado. Tem que se cortar no custeio do próprio Estado e não penalizar os servidores”, afirmou.

Para ter efetividade, a MP precisa de aprovação na ALPB.

O deputado também criticou o discurso bancada da situação, que cita o fato do governador Ricardo Coutinho (PSB) ter congelado o próprio salário para justificar a suspensão da data-base.

“Isso é balela. O governador ganha R$ 23 mil e tem muitos benefícios, a exemplo de moradia. Mora na Granja Santana e não paga nada”, destacou.

Apesar do discurso duro contra o governo, Frei Anastácio anunciou na última terça-feira (16) saída da bancada da oposição para adotar postura de independência na Casa de Epitácio Pessoa.

MaisPB