João Pessoa 28/05/2018 09:36Hs

Início » Destaque » Governo estuda zerar o IPI automotivo

Governo estuda zerar o IPI automotivo

governo tentar acabar IPINão é notícia repetida ou muito menos requentada. O governo estuda (de novo) zerar o IPI para automóveis e comerciais leves até 31 de dezembro. A medida é a última opção para tentar salvar o mercado em 2014, recuperando as vendas e evitando mais demissões no setor automotivo.

A proposta é que o IPI seja recomposto em janeiro de 2015, provavelmente no mesmo patamar atual, onde os carros com motor até 1.0 pagam 3%, os veículos com motores entre 1.0 e 2.0 litros flex recolhem 9%, os da mesma faixa somente a gasolina pagam 10%, acima de 2.0 flex paga 18% e acima da mesma cilindrada, o percentual é de 25%. Os utilitários recolhem 3%. Vale salientar que o IPI atual já sofre uma redução, se comparado com o patamar que deveria ser pago. À título de comparação, o IPI de um carro 1.0 sem qualquer interveção federal é da ordem de 7%.

Atualmente, montadoras e concessionárias possuem 404,5 mil veículos nos pátios. Com IPI zerado, os fabricantes poderão desovar essa enorme quantidade, aproveitando também o 13º salário de grande parte dos consumidores e também das famosas promoções e descontos de fim de ano, tudo para ajudar a bater as metas de vendas. Se o governo decidir por essa medida, ainda essa semana o anúncio será feito, pois o mês de novembro já está começando.