João Pessoa 24/05/2018 09:57Hs

Início » Destaque » Jogadores do Santa Cruz-PB entram em greve e

Jogadores do Santa Cruz-PB entram em greve e

Elenco foi ao local do treino, mas não entraram em campo. Cruzaram os braços e decidiram que só voltam aos treinamentos depois de receberem o que é devido

jogadores do Santa CruzDe braços cruzados. Irredutíveis. E em greve! É esta a situação dos jogadores do Santa Cruz-PB, que nesta quinta-feira compareceram ao Estádio Teixeirão, local em que treinariam, mas se negaram a entrar em campo. E garantem que não vão mais trabalhar até segunda ordem. Até que o clube quite os salários atrasados. Antes, os jogadores já tinham ameaçado em duas oportunidades entrar em greve. Em ambas, recuaram no último momento. Desta vez, contudo, não houve acordo.

Segundo os atletas, o grupo está sem receber o equivalente a um mês e meio de trabalho. Enquanto isto, a promessa por parte da diretoria é sempre a mesma: “pagamos amanhã”. E como o amanhã nunca chega, eles resolveram parar. Após uma reunião dos próprios jogadores, eles anunciaram hoje a decisão ao treinador Mirandinha (que como jogador fez sucesso no Cortinhians) e aos dirigentes.

Volante e titular absoluto do time, Gildo foi o responsável por externar a insatisfação da equipe com a diretoria. E ele foi enfático. Em tom de desabafo, o jogador confirmou que o time já definiu que só volta aos trabalhos após a diretoria do rubro-negro honrar os compromissos com os atletas. E acusou a diretoria do clube de não fazer o repasse do patrocínio da Prefeitura Municipal de Santa Rita para quitar os débitos com o elenco.

Jogadores do Santa Cruz de Santa Rita em conversa com Mirandinha
(Foto: Rammom Monte / GloboEsporte.com/pb)
– Estamos com um mês e meio de salário atrasado. Mas em entrevista recente, o prefeito disse que está em dia com o clube. Então o problema é que o dinheiro sai do prefeito, vai para alguém do clube, mas não chega nas nossas mãos. A cada mês nós estamos recebendo apenas 25% do nosso salário. Estamos reivindicando um direito nosso. Estamos jogando bem dentro de campo, fazendo o máximo pelo time. Só queremos nosso salário em dia – disse o jogador.No Campeonato Paraibano, o Santa Cruz de Santa Rita está na sexta posição com 10 pontos em nove jogos disputados. Nos duelos contra os considerados grandes da Paraíba, a equipe empatou com Campinense e Treze e perdeu para o Botafogo-PB. Ainda não esteve na zona de rebaixamento e vem fazendo uma campanha considerada razoável. E é por isso que a bronca do elenco é ainda maior.

– O futebol é um esporte amado por todo mundo. Mas no nosso meio, criaram uma ideia de que jogador é malandro, vagabundo. Na verdade, não tem nada disso. Por trás de tudo isto, temos famílias, gente que depende do nosso trabalho para sobreviver – falou Gildo.

Quem também não está gostando da situação do clube é o treinador Mirandinha. O ex-atacante do Corinthians cravou que essa é a situação mais delicada que ele já viu no futebol. Segundo o comandante da equipe, a diretoria tem que resolver isso o mais rápido possível para que os atletas voltem a treinar.

– Isso não é normal. Tenho uma carreira grande como jogador e estou atuando há oito anos como técnico e nunca vi uma coisa igual a essa. O time está bem na competição e eu espero que isso se resolva logo. Eu não queria que eles ficassem sem treinar. Acho que prejudica. Mas se eles fizeram isso é porque está fazendo falta em casa. Agora eu não aceito ficar sem treinar esse tempo todo. Talvez tenha jogo quarta-feira e eles precisam treinar. Não podemos entrar em campo como galinha morta – comentou o técnico.

DIRETORIA PROMETE REUNIÃO PARA RESOLVER QUESTÕES SALARIAIS

Marcel Santos, diretor de futebol do Santa Cruz de Santa Rita
(Foto: Rammom Monte / GloboEsporte.com/pb)
O diretor de futebol da equipe de Santa Rita, Marcel Santos, prometeu para a noite desta quinta-feira uma reunião com toda a direção do clube para discutirem a pauta. Segundo Marcel, o intuito do clube é quitar os débitos pendentes para que o time possa voltar a treinar o mais rápido possível, tendo em vista os próximos compromissos pelo Paraibano. O dirigente ainda revelou que entende a decisão dos jogadores.- É uma situação que a gente acha chata, mas a gente entende eles. São todos pais de família e que precisam dos salários para sobreviver. O objetivo da diretoria agora é correr atrás de honrar esses compromissos. Queremos quitar os salários para dar continuidade ao trabalho. Mirandinha não pode ser prejudicado. Um cara que ganhou tudo em campo não pode passar por essas coisas – comentou o dirigente.

Da redação Santa Rita em Foco
com Globo Esporte