João Pessoa 21/08/2018 02:09Hs

Início » Destaque » Jovem é morto com tiro nas costas após sair de casa de show em João Pessoa

Jovem é morto com tiro nas costas após sair de casa de show em João Pessoa

Segundo testemunhas, vítima teria se envolvido em confusão durante a festa, na madrugada.

Jovem foi morto após sair de festa no bairro Rangel, em João Pessoa (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um jovem de 19 anos foi morto com um tiro nas costas depois de sair de uma casa de shows no bairro Rangel, em João Pessoa, na madrugada desta domingo (15). O crime ocorreu por volta das 4h (horário local). A vítima teve uma moto e objetos levados. A Polícia Civil suspeita que o crime tenha relação com uma briga ocorrida durante a festa.

De acordo com a Polícia Militar, o jovem saiu da casa de show em uma moto e foi atingido por um tiro nas costas. A moto não foi encontrada no local. O celular, carteira e sandálias da vítima também foram levados. Nenhum suspeito foi preso ou identificado, mas testemunhas informaram que o jovem morto teria se envolvido em brigas, na casa de show, durante a madrugada.

A mãe do jovem morto conta que chegou a falar com ele minutos antes de receber a notícia da morte dele e conta que não queria que ele tivesse ido para a festa. “Eu pedi tanto para ele não ir, mas ele foi. Ainda falei com ele umas 3h30 da madrugada, mas ele disse que só vinha (para casa) quando amanhecesse o dia. Aí eu fiquei esperando. Quando deu umas 4h15 chegou uma senhora lá em casa dizendo que tinha acontecido isso. Disseram que teve uma briga”, contou a mãe da vítima.

O soldado Júnior, da Polícia Militar, foi um dos policiais que atendeu a ocorrência. Ele conta que o órgão foi acionado por moradores do Rangel que escutaram o tiro e viram o homem caído no chão. “Provavelmente ele vinha de moto e caiu depois de sofrer o tiro, pois o joelho dele estava machucado”, disse o militar.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas quando chegou ao local, constatou que a vítima já estava morta. Até 10h58 (horário local) deste domingo, nenhum suspeito foi preso.

G1.com