João Pessoa 15/08/2018 22:27Hs

Início » Destaque » Julgamento de suspeitos de matar Vivianny Crisley vão a julgamento nesta quarta-feira

Julgamento de suspeitos de matar Vivianny Crisley vão a julgamento nesta quarta-feira

Julgamento ocorre no Fórum de Santa Rita a partir das 13h

Corpo foi encontrado em matagal em Bayeux (Foto: Walla Santos)

O julgamento dos três acusados de matar a vendedora Vivianny Crisley vai acontecer nesta quarta-feira (28) a partir das 13h no Fórum de Santa Rita, na região metropolitana de João Pessoa. O promotor responsável pelo caso será Márcio Gondim. De acordo com ele, na ótica do Ministério Público, não existe dúvida que todos os três acusados são autores dos crimes praticados contra a vítima.

Os suspeitos Jobson Barbosa da Silva Júnior, Fágner das Chagas Silva e Allex Aurélio Tomás dos Santos são acusados de matar a vendedora com golpes de chave de fenda. O crime teria sido motivado pelos gritos da jovem, que queria sair do carro no qual os suspeitos a colocaram após eles saírem de um bar na Zona Sul de João Pessoa.

“Não existe dúvida, na ótica do Ministério Público, de que todos eles são autores do crime, não apenas do crime de homicídio duplamente qualificado, mas também de ocultação de cadáver e do sequestro. Esperamos que a justiça seja feita, com a condenação deles em todas as penas”, afirmou Márcio Gondim.

O circuito interno de câmeras do bar flagrou a saída da jovem acompanhada dos três suspeitos do bar na madrugada de 20 de outubro de 2016. O corpo da jovem foi encontrado dezessete dias depois em um matagal na cidade de Bayeux. O corpo estava em avançado estado de decomposição e havia sido, também, queimado pelos suspeitos.

“A motivação que eles alegam é que ela gritava e pedia a todo tempo para retornar para casa. Eles negam qualquer conduta sexual, a perícia não teve como provar isso, porque já estava em estado esquelético quando o corpo foi encontrado no dia 7 de novembro de 2016, então não teve como comprovar a violação sexual, muito embora a gente pense que houve estupro e posteriormente a morte”, explicou.

Perto do corpo a Polícia encontrou um cartão de crédito e uma sandália que a família reconheceu como sendo de Vivianny.

Além dos outros crimes, Allex Aurélio Tomás dos Santos também é acusado de furto, por ter subtraído o celular da jovem e a quantia de R$ 70.

ClickPB