João Pessoa 27/05/2018 15:47Hs

Início » Destaque » Kardec desencanta e São Paulo vence o Flu

Kardec desencanta e São Paulo vence o Flu

Atacante encerrou jejum de 3 meses e ajudou no triunfo por 2 a 1 no Morumbi; Ganso sente lesão no fim e preocupa

kardec spA uma semana de começar a disputar vaga na decisão da Copa Libertadores o São Paulo saiu da queda livre no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, no Morumbi, o time recorreu a lampejos da forma de atuar que o conduziu aos melhores momentos do ano para ganhar por 2 a 1 do Fluminense, depois de três rodadas sem conseguir ganhar.

A noite terminou com uma preocupação enorme. Paulo Henrique Ganso entrou no segundo tempo e terminou o jogo mancando, com dores na coxa e pode ser dúvida para a semifinal. Como o time já tinha feito as três substituições, o meia só fez número nos minutos finais.
O placar de 2 a 1 foi construído no primeiro tempo, quando o São Paulo foi veloz e ofensivo, como fez em alguns jogos na Libertadores. O bom futebol foi suficiente para fazer dois gols e administrar a vantagem.
Às vésperas do confronto com o Atlético Nacional, o São Paulo precisava ao mesmo tempo mostrar mais futebol e voltar a vencer após três rodadas. O time conseguiu cumprir essas metas pelo menos até o primeiro tempo, além de reabilitar Alan Kardec. O reserva do atacante Calleri, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, estava há três meses sem marcar e chegou a até a ser vaiado no Morumbi em jogos anteriores.
A boa atuação na parcial começou a ser encaminhada logo cedo. Antes dos dois minutos, o estreante Cueva cobrou escanteio rasteiro e, na sobra, João Schmidt arrematou de primeira. O placar aberto de início colocou o São Paulo na mesma rota utilizada em vitórias marcantes na Libertadores deste ano. Os volantes desarmavam com rapidez, o toque de bola era objetivo e as jogadas pelos lados fluíam com facilidade.
O repertório encurralou o Fluminense. A equipe carioca só foi começar a assustar depois dos 30 minutos de jogo e pareceu atuar em um velocidade abaixo da intensidade são-paulina. Antes do intervalo, o São Paulo ampliou em jogada com cruzamento de Michel Bastos e cabeçada de Alan Kardec.
A partir do segundo tempo o roteiro do jogo ganhou bruscamente um novo capítulo. Uma tola mão na bola de João Schmidt deu ao Fluminense a chance de diminuir de pênalti, com Cícero, e alterar o rumo da partida. O equilíbrio quase propiciou o empate logo depois.
A velocidade do primeiro tempo tirou o fôlego do São Paulo no restante do jogo. Cansado, o time viu as três substituições do Fluminense darem mais resultado e levou alguns sustos.
O técnico Edgardo Bauza se viu obrigado a colocar Ganso em campo para ao menos fazer a bola ficar longe da defesa. A aposta se revelou frustrada pelas dores na coxa que o jogador sofreu. Se a noite era para marcar apenas mais um preparativo para a semifinal, acabou por causar uma grande preocupação.

Com o resultado, o São Paulo chegou aos 18 pontos e ocupa a provisória 7ª colocação. O Fluminense, com 16, aparece no 11º posto.

Band