João Pessoa 20/05/2018 19:07Hs

Início » Destaque » Lula encerra 2017 na liderança da corrida presidencial, com Bolsonaro em 2º

Lula encerra 2017 na liderança da corrida presidencial, com Bolsonaro em 2º

Outros 4 aparecem embolados - Dados são do Paraná Pesquisas

Lula e Bolsonaro aparecem na liderança em levantamento do Paraná Pesquisas

Na última pesquisa eleitoral de 2017, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece em 1º lugar na corrida presidencial. O petista é seguido pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) em levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas divulgado neste sábado (30.dez.2017).

A cerca de 10 meses das eleições, foram feitas 3 sondagens diferentes na disputa pelo Palácio do Planalto. Desta vez, os testes foram feitos com a variação de possíveis candidatos do PT (Partido dos Trabalhadores). Além de Lula, também foram avaliados a ex-presidente Dilma Rousseff e o secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner.

A pesquisa foi feita semanas antes do julgamento envolvendo Lula no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Em 24 de janeiro de 2018, a corte analisará o recurso protocolado pela defesa do petista contra a condenação feita pelo juiz federal Sérgio Moro. Caso mantenha a penalização, o ex-presidente corre o risco de ficar de fora das eleições.

OS CENÁRIOS

No cenário 1, Lula tem 29,2% das intenções de votos. Bolsonaro surge com 21,1%. Todos os outros candidatos embolados em empates técnicos. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Porta-voz da Rede Sustentabilidade, Marina Silva está em 3º lugar nesse cenário, com 8,6%. Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) soma 7,9%. O ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa –que é sondado pelo PSB para concorrer ao Planalto– tem 6,8%.

Sem Lula, Bolsonaro lidera com folga o 2º cenário pesquisado. O deputado soma 22,8% das intenções de voto. A ex-presidente Dilma Rousseff surge tecnicamente empatada com Marina Silva. A petista tem 13,4% e a porta-voz da Rede soma 12,2% das intenções de voto nessa comparação.

No cenário 3, foi testado o nome de Jaques Wagner. Se as eleições fossem hoje e o secretário baiano e ex-ministro de Dilma concorresse pelo partido, o PT correria o risco de ficar de fora da disputa de 1 eventual 2º turno presidencial –o que não ocorre desde 2002. Jaques Wagner soma apenas 3,9% das intenções de voto, ficando em 7º lugar nesse cenário de disputa.

Nos 3 cenários, foram ouvidos 2.020 eleitores em todo o país. As entrevistas foram feitas de 18 a 21 de dezembro. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. A partir da próxima 2ª feira (1.jan.2018), todas as pesquisas eleitorais deverão ser registradas na Justiça Eleitoral. Saiba como será o calendário eleitoral do ano que vem.

DATAPODER360

O último levantamento do DataPoder360 já apontou para essa tendência. No cenário em que aparece contra os adversários mais tradicionais, Lula tem oscilado na faixa de 26% a 32% desde abril, quando o DataPoder360 foi lançado e começou a fazer pesquisas mensais. O petista somou 30% contra 22% de Bolsonaro na intenção de votos.

 Poder360