João Pessoa 15/08/2018 03:18Hs

Início » Destaque » Mais uma vez épico, Atlético exorciza algoz histórico e faz decisão inédita da Copa do Brasil

Mais uma vez épico, Atlético exorciza algoz histórico e faz decisão inédita da Copa do Brasil

O atleticano acreditou. O time acreditou. Mais do que isso, os jogadores lutaram por cada centímetro no gramado do Mineirão. Brigaram por cada bola. Valeu a pena. Foi épico. O Atlético está na decisão da Copa do Brasil com uma vitória por 4 a 1 sobre o Flamengo, que havia vencido o jogo de ida por 2 a 0.

O Galo ainda exorcizou um algoz histórico. O Flamengo. O mesmo Flamengo que levou a melhor em confrontos decisivos anteriores agora cai frente ao Alvinegro. Pela primeira vez, o Atlético está na final da Copa do Brasil. E o adversário é o arquirrival Cruzeiro. A partida de ida será na próxima quarta-feira.

O Jogo

Emoção do primeiro ao último minuto. De cara, o Atlético perdeu um gol, depois que Marcos Rocha cobrou lateral na área e Carlos, livre, errou a finalização.

Na pressão inicial, o Galo reclamou um pênalti não marcado em Carlos aos cinco minutos. Lamentou ainda o corte em cima da linha de Léo da bola cabeceada por Leonardo Silva aos nove minutos.

O Flamengo apostou no contra-ataque. Por muito pouco não abriu o placar aos 11 minutos. Marcos Rocha travou Eduardo da Silva no momento certo.

O Atlético sentiu a falta de um armador. A transição da defesa para o ataque teve muitos erros. Mesmo assim, aos 31 minutos, a bola chegou na área para Tardelli dominar, limpar e bater na trave.

Para aumentar o drama atleticano, aos 33 minutos o Flamengo fez 1 a 0. Everton passou por Josué, Datolo e Leonardo Silva, invadiu a área e bateu no canto do goleiro Paulo Victor.

O Galo não se entregou. À base da raça, chegou ao empate aos 41 minutos. Douglas Santos levantou a bola na área e Carlos fez 1 a 1.

Na etapa final, mais pressão. Na cobrança de lateral, de escanteio, a defesa do Flamengo foi tendo trabalho. Aos dois minutos, Carlos quase fez, depois de girar e chutar por cima.

A virada saiu aos 11 minutos. Luan fez boa jogada, a zaga cortou, mas deu uma assistência para Maicosuel mandar para as redes: 2 a 1.

Foi ataque contra defesa. Aos 19, Luan invadiu a área, bateu e o goleiro pegou. Aos 24, Douglas Santos chutou cruzado, a bola passou na frente do gol. Aos 35 minutos, o terceiro gol. Marion ajeitou de peito e Dátolo soltou a bomba: 3 a 1.

Foi na raça, foi na alma alvinegra. Aos 40 minutos, no bate-rebate, bola na área, Luan tocou para as redes: 4 a 1. Um placar sonhado por todos os atleticanos. Um placar que leva o Galo para a inédita final da Copa do Brasil. No final, Victor ainda salvou o Atlético em dois momentos.

ATLÉTICO 4 X 1 FLAMENGO

Atlético
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Josué (Leandro Donizete), Dátolo, Luan e Maicosuel (Marion); Diego Tardelli e Carlos (Dodô)
Técnico: Levir Culpi

Flamengo

Paulo Victor; Leonardo Moura, Chicão, Wallace e João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros e Everton (Matheus); Nixon (Elton) e Eduardo da Silva
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Gols: Everton, 33min 1ºT; Carlos, 41min 1ºT; Maicosuel, 11min 2ºT; Dátolo, 35min 2ºT; Luna, 40min 2ºT

Motivo: Jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil
Estádio: Mineirão
Data: 5 de novembro de 2014

Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Kleber Lúcio Gil (Fifa/SC)

Cartão amarelo: Wallace, Cáceres, Everton, Elton, Márcio Araújo (FLA); Victor (ATL)

Correio Braziliense