João Pessoa 21/05/2018 07:04Hs

Início » Destaque » Mulher é encontrada morta em sacos plásticos com requinte de crueldade

Mulher é encontrada morta em sacos plásticos com requinte de crueldade

Jovem estava com os braços amarrados e tinha um grave ferimento nas partes íntimas

mulher morta em sacoA Polícia Civil de Pernambuco investiga mais um crime de assassinato de mulher no Estado neste ano. Desta vez, a vítima foi a costureira Ayonny Melo Gonçalves, 30 anos, encontrada morta na quinta-feira (9), em Caruaru, no Agreste do Estado. O caso chamou a atenção do município pela brutalidade como o crime foi praticado. Os órgãos genitais da vítima mutilados.

Mas, segundo o delegado responsável pela investigação, Márcio José da Cruz, as amputações podem ter sido provocadas por animais, como cães ou abutres. “Acreditamos que partes do cadáver da vítima foram devoradas por animais, pois os sinais nas partes íntimas não correspondem aos outros ferimentos no corpo provocados por arma branca” .

Ele complementou ainda que “o corpo apresentava ferimentos na cabeça e pescoço”. O delegado aguarda o resultado do laudo tanatoscópico do Instituto de Medicina Legal (IML) que irá apontar a decorrência da morte da vítima e o exame sexológico que será realizado pelo Instituto de Criminalística (IC).

A polícia cogita que Ayonny foi assassinada em um local desconhecido e logo após o corpo foi desovado embaixo de uma árvore em um terreno às margens da PE-95, no bairro de Luiz Gonzaga. O cadáver estava dentro de sacos plásticos com os pés amarrados.

Na sexta (10), o delegado informou que equipes da 20º Delegacia de Homicídios de Caruaru já iniciaram diligências, mas não quis divulgar se o suspeito pelo crime já foi identificado. Segundo ele, já houve a colhida de depoimentos, no entanto, o investigador não revelou a relação dos depoentes com a vítima.

“Iniciamos as apurações ouvindo algumas pessoas com o intuito de que possam contribuir com o inquérito. Estamos realizando diligências para identificar suspeitos e todas as linhas de investigação serão trabalhadas, inclusive a de crime passional”, comentou o delegado, acrescentando que Ayonny não tinha envolvimento com tráfico de droga ou algum tipo de rixa.

Ainda de acordo com o policial, também será investigado se a morte da costureira tem alguma associação com o ex-presidiário Lourival Ferreira dos Santos, vulgo “Pingo”, no qual ela foi casada. O rapaz encontrado morto assassinado a tiros em dezembro de 2012.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), no período de janeiro a junho deste ano foram contabilizadas 132 ocorrências de mulheres vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no Estado, contra 128 registrados no mesmo período do ano passado.