João Pessoa 24/06/2018 22:36Hs

Início » Câmara em foco » “Na dúvida, votei pela absolvição”, diz Kita ao arquivar pedido de cassação de Berg Lima

“Na dúvida, votei pela absolvição”, diz Kita ao arquivar pedido de cassação de Berg Lima

O presidente da Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux, Jeferson Kita (PSB), revelou ao Blog do Anderson Soares, após decisão pelo arquivamento do processo de cassação do prefeito afastado, Berg Lima, que o seu voto foi eminentemente técnico e se baseou no relatório da vereadora França (Podemos).

Segundo Kita, o fator preponderante para votar contra a cassação foi a contradição do empresário João Paulino durante depoimento na comissão. O vereador disse que Paulino mentiu no depoimento ao negar que tinha pedido empréstimo a auxiliares do prefeito afastado, fato contestado com documentos pela defesa de Berg.

“Meu voto foi técnico e não político. Foi baseado em provas fundamentais. Paulino mentiu na Comissão. Ele disse que nunca tinha pedido empréstimo a Berg em a seus auxiliares. Só que a defesa apresentou copia de cheques emprestado ao empresário e também áudios que o desmentem. Se pediu empréstimo aos secretários porque não poderia ter pedido a Berg. Na dúvida, votei pelo arquivamento e agora é com o plenário que é soberano e com a justiça”, argumentou Kita.

Nesta sexta-feira (29), os vereadores se reunirão, às 9h, para decidir se acatam o relatório final da Comissão Processante ou se votam pela cassação de Berg Lima. São necessários 12 dos 17 votos dos parlamentares para o prefeito afastado ser cassado. Nos bastidores, cometam-se que Berg tem a maioria.

Anderson Soares