João Pessoa 17/08/2018 04:04Hs

Início » Destaque » Paciente morre e família diz que médico do Samu negou ambulância; ele foi afastado

Paciente morre e família diz que médico do Samu negou ambulância; ele foi afastado

Samu em Patos informou que somente o CRM e a Polícia Civil que podem apurar para esclarecer se houve ou não falhas no atendimento prestado pelo profissional

samu nega serviçoUm médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi detido na madrugada deste sábado (8) em Patos, a 320 km de João Pessoa, no Sertão da Paraíba. Segundo denúncias de familiares, uma pessoa morreu porque o médico teria se negado a enviar uma ambulância. O médico foi afastado e o caso é investigado

De acordo com o coordenador do Samu em Patos, Anderson Sóstenes, a família do paciente ligou para o 192 pedindo ajuda, dizendo que a vítima estava passando mal. O coordenador disse que o médico prestou orientações para que os parentes medicassem o paciente, mas que a família teria se negado a seguir os procedimentos. Os solicitantes acabaram acionando a Polícia Militar e acusaram o profissional de se negar a enviar uma ambulância para o local.

Conforme informações passadas pelo 3º Batalhão da PM em Patos, os policiais foram até a casa, teriam constatado o problema no atendimento do Samu e acionaram o Corpo de Bombeiros. Os Bombeiros em Patos confirmaram aoPortal Correio que foram à residência, mas que já encontraram a pessoa morta. Não foram divulgados detalhes sobre a identificação da vítima.

A Polícia Militar informou que foi ao Samu em Patos e conduziu o médico responsável pelo atendimento para a delegacia. Segundo a Polícia Civil na cidade, o caso é investigado pela delegada Daniela Quirino.

O coordenador do Samu em Patos disse que o médico não chegou a ser preso e foi levado pelos policiais apenas para explicar o caso. Anderson adiantou que a ocorrência está sendo repassada para o Conselho Regional de Medicina na Paraíba que vai ouvir as gravações telefônicas do atendimento e apurar, junto com a Polícia Civil, se houve ou não erro ou omissão por parte do profissional de saúde.