João Pessoa 25/06/2018 15:09Hs

Início » Destaque » Passada a eleição municipal, quatro cidades ainda não têm prefeito eleito

Passada a eleição municipal, quatro cidades ainda não têm prefeito eleito

O eleitorado de quatro pequenas cidades vive a expectativa de ter votado no domingo (7) e, passada a apuração, continuar sem saber quem irá assumir a prefeitura em janeiro de 2013.

É o caso de Cedro (PE), Cedro (CE), Monte Alegre (RN) e Bom Jesus de Goiás (GO), onde os candidatos aguardam decisão de processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os votos deles foram contados como nulos. Como os votos válidos dados a dois candidatos somam mais de 50% do eleitorado, caso ambos tenham as candidaturas indeferidas pelo tribunal, haverá nova eleição.

Nestas cidades houve elevado índice de pessoas que não foram votar ou compareceram nas seções eleitorais, mas preferiram abster-se de escolher um candidato. Em Cedro (PE), que tem um eleitorado de 9.248 pessoas, 1.826 (19,7%) dos aptos a eleger o próximo prefeito, deixaram de votar em Miguel Leite, apoiado por coligação acertada pelo PV e o PT, ou em Neguinho de Zé Arlindo (PSB-PTB/PRP/PSDB).

Os 7.304 votos recebidos pelos dois postulantes ao cargo estão, por enquanto, considerados nulos. Levantamento realizado pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) mostra a situação de cidades com candidatos a prefeito eleitos com o maior percentual de votos em todo o país.

Em Santa Brígida (BA), Gordo de Raimundo (PT/PDT/PHS/PSDB/PP) obteve a preferência de 99,7% do eleitorado, mesmo tendo um concorrente. Na casa dos 99% dos votos válidos dados a um candidato estão os municípios de Santa Terezinha (BA), Água Preta (PE) e Granja (CE).

O levantamento mostra que 256 prefeitos obtiveram 100% dos votos válidos. Isso se explica ou porque foram candidatos únicos ou pelo fato de os concorrentes responderem a processos ainda não julgados pelo TSE.

Nessa segunda hipótese, os votos dados aos concorrentes estão temporariamente computados como nulos. Os dados colhidos pela EBC mostram os dez municípios onde candidatos se elegeram com índices que oscilam entre 23,8% e 28,2% dos votos válidos.

Em Laranjal do Jari (AP), Zeca Madeireiro (PP) tomará posse em janeiro com o apoio de 23,8% dos votos obtidos. Em Lagoa da Prata (MG), Paulinho Despachante (PDT) recebeu apoio de 28,2% do eleitorado. O baixo percentual de votos válidos se repete em Raposos (MG), Candeias do Jamari (RO), Tapauá (AM), Rio Largo (AL), Guaratinguetá (SP), Itumirim (MG), Porto Grande (AP) e Marapanim (PA). Em 1.144 municípios o prefeito eleito não atingiu 50% dos votos válidos de acordo com a pesquisa realizada nos resultados do TSE.

 

TERRA