João Pessoa 18/07/2018 05:13Hs

Início » Destaque » Pedro Cunha Lima enaltece quadro da oposição para 2018 e dispara: “Ruim é quando tem que criar nome”

Pedro Cunha Lima enaltece quadro da oposição para 2018 e dispara: “Ruim é quando tem que criar nome”

Apesar dos bons nomes da base aliada, uma candidatura própria do PSDB jamais foi descartada, disse Pedro Cunha Lima

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) reafirmou o alinhamento das oposições para as eleições ao Governo do Estado em 2018, e ainda deu uma alfinetada na situação. O tucano citou o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), como grandes forças para o cenário eleitoral do próximo ano.

Uma candidatura própria do PSDB jamais foi descartada, segundo Pedro Cunha Lima. “Temos nomes e quadros. Dentro do PSDB hoje, temos o prefeito de Campina Grande, Romero [Rodrigues], que faz uma gestão reconhecida pela Paraíba inteira, uma gestão moderna, gestão que mesmo em crise financeira consegue realizar”, afirmou.

O quadro geral das oposições também é avaliado pelo PSDB para possíveis alianças. “Na frente das oposições, temos outras gestões, como por exemplo o prefeito da capital, Luciano Cartaxo. Tanto como o PSDB, PSD e outros partidos tem essa legitimidade”, avaliou o jovem tucano.

Na oportunidade, Cunha Lima aproveitou para, ao que parece, tecer algumas alfinetadas na situação. “Esse é um bom problema, quando você tem vários nomes. Ruim é quando você não tem nome e precisa criar, aí é dificuldade. Mas ter vários nomes é um ponto forte das oposições”, disparou. O comentário pode ter sido sobre o nome do secretário João Azevedo, apontado como candidato do PSB para suceder o governador Ricardo Coutinho.