João Pessoa 12/12/2017 14:20Hs

Início » Destaque » Prefeito Panta sem pagar salários atrasados e sem conceder reajuste a servidor, “decide gastar 2 milhões com festa”, Santa Rita.

Prefeito Panta sem pagar salários atrasados e sem conceder reajuste a servidor, “decide gastar 2 milhões com festa”, Santa Rita.

O prefeito vive se lamentando que recebeu a prefeitura quebrada pelos eu aliado Netinho, e nada foi priorizado na gestão para economizar

Sem crise e com dinheiro bombando, mais sem pagar salários atrasados há várias secretárias e sem conceder reajuste a nenhum servidor da prefeitura de Santa Rita-PB, o prefeito Tucano Panta (PSDB), decidiu gastar em período de fim de ano mais de R$ 2 milhões como mostra a Diário Oficial da prefeitura por meio da  Secretaria de Esporte, Desporto e Cultura com uma festa milionária jamais visto na história de Santa Rita, em período que a crise Nacional e que assola o município que passou por uma profunda crise política e administrativa, com o entra e sai de prefeito e, que servidor e a população continuam passando as mesmas privações como na gestão anterior e o gestor resolveu esquecer as prioridades para a cidade levar a diversão do pão e circo para a população.

Faltando médicos, medicamentos,às unidades de saúde reformadas pela gestão passada mas sem melhores condições de trabalho para os servidores atender a população, com uma folha de pessoal inchada que o prefeito perdeu a capacidade de investir na cidade que segundo o TCE-PB alertou sobre os risco que foi preciso pedir a Câmara de Santa Rita uma suplementação orçamentária que perdeu a capacidade de investimento na saúde e bem estar social que não pintou uma creche e escola e não atuou na área de qualificação profissional para prepara a juventude para o mercado de trabalho, o prefeito Panta insiste em gastos desnecessário que a cada dia sufoca o santarritense quando procura os serviços básicos e não encontra na cidade Santa Rita, que se tornou alvo de chacota em plena crise quando se conversa em qualquer esquina ou praça ou mesmo tempo quando se dirige a capital ou em qualquer cidade da Paraíba.

No período eleitoral o prefeito Panta afirmava em toda a esquina que a prioridade de seu governo era a saúde dos santarritenses que esqueceu até hoje que aonde investiu foi com gastos desnecessários com um monitoramento de câmeras para o patrimônio que é assistida por mais de 600 vigilantes concursados e da constituição de 1988, acoleta seletiva de lixo da cidade é a mais cara da Paraíba, em se comparando com a segunda maior cidade do estado Campina Grande com população de quase 500 mil habitantes, afora uma locadora de veículos e consultorias sem investimentos, a cidade na buraqueira e na periferia o lixo comendo como foi denunciado hoje (1), na rua Campos Sales no bairro popular, além da prefeitura lotada de cargos comissionados de pessoas fora que não existem os postos de trabalho para essas pessoas ocupar sem necessidade.

Viva cidade do “Pão e do Circo” de quem mais sofre são os servidores que não tem direito aos benefícios em Lei que foram cortados pelo prefeito Panta e, sem reajuste como piso salarial do governo Federal, do magistério, pessoal de apoio, terço de férias, reduziu salários de professor, aposentados e pensionistas e o melhor de tudo isso, é o servidor que está completando seu tempo de serviço para se aposentar o prefeito Panta quer usar uma tabela que rebaixa até 50% dos salário atual do servidor.

A beira de um processo eleitoral de um Brasil de dificuldades  em que a população clama por mudanças e transformações, o prefeito Panta só lembra de seu umbigo, e tenta divertir o povo pensando que o povo vai esquecer de que a cidade passo e que atravessa e necessita sem prioridade que são os investimento básicos e que os servidores que prestam o serviço para socorrer a população que não tem direito a nada como foi batizada  de gestão coronelista do prefeito Panta.

O prefeito de Santa Rita Emerson  Panta é o único do Brasil que não concedeu nenhum reajuste a servidor que está marcado na história da cidade, e que é o único  também do Brasil que os servidores realizam assembleias itinerantes nos bairros protestando seus direitos que foram cerceados através de decreto retirando benefícios e congelando a folha de pagamento, que criou uma prefeitura só para ele e ,que é o único prefeito que assumiu o cargo e não realizou empréstimo para quitar salários dos servidores e que estar sendo pago com o dinheiro do próprio servidor.

Lamartine do Vale, do Paraíba Urgente