João Pessoa 19/07/2018 09:08Hs

Início » Destaque » Preso um dos acusados de matar empresário durante assalto em Campina Grande

Preso um dos acusados de matar empresário durante assalto em Campina Grande

Marlon Oliveira foi preso nas imediações do Fórum Civil da cidade por força de um mandado de prisão preventiva

121003,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0A Polícia Civil da Paraíba prendeu nesta quarta-feira (3), em Campina Grande, o ex-presidiário Marlon Oliveira Vieira, 24 anos, acusado de matar o empresário Anselmo Guimarães Ferreira, 61 anos, em 13 de junho deste ano, no bairro da Liberdade, em Campina, no Agreste paraibano, durante um latrocínio (roubo seguido de morte). A PC procura o segundo envolvido no crime.

De acordo com informações do delegado Henry Fábio, a polícia iniciou as investigações e durante duas semanas, agentes analisaram o circuito interno de câmeras que flagrou o crime. Ao analisar as imagens, a Polícia Civil chegou a Marlon Oliveira e Igor Rodrigo Oliveira. Os dois tiveram a prisão preventiva decretada.

“Analisamos as imagens e ficou constatada a participação dos dois. Na casa de Igor Rodrigo foi encontrada a arma utilizada no crime. O revólver calibre 38 foi periciado e ficou comprovado que o disparo que matou o empresário saiu da arma pertencente a Igor Rodrigo”, revelou o delegado.

Henry Fábio explicou que para a decretação da prisão da dupla, o reconhecimento de familiares das vítimas foi imprescindível. “Quando mostramos as fotos dos dois aos parentes Anselmo Guimarães, alguns começaram a chorar e foram enfáticos no reconhecimento. Daí, não tivemos mais dúvidas”.

Marlon Oliveira foi preso nas imediações do Fórum Civil da cidade. Igor Rodrigo continua foragido, mas policiais civis estão realizando rondas na tentativa de capturar Igor. “Quem souber do paradeiro de Igor Rodrigo pode informar através do 197. O sigilo está garantido”, avisou Henry Fábio.

De acordo com o tenente coronel Souza Neto, comandante do 2º BPM, o empresário Anselmo Guimarães estava com o motorista quando foi abordado em uma movimentada avenida do bairro por dois homens que chegaram em uma motocicleta e anunciaram o assalto.

“Anselmo Guimarães ainda tentou reagir ao assalto quando o outro criminoso efetuou um tiro que transfixou o carro e atingiu as costas do empresário”, comentou Souza Neto.

Segundo o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) de Campina Grande, após o assassinato, os bandidos fugiram levando um cordão de ouro do empresário e o celular do motorista dele. Anselmo Guimarães ainda chegou a ser socorrido, mas morreu antes de receber atendimento médico no Hospital de Trauma de Campina.

Anselmo Guimarães era proprietário de um famoso restaurante da cidade de Puxinanã, no Agreste paraibano. Ele morava no Sítio Maracajá II, situado na zona rural da cidade.