João Pessoa 27/05/2018 15:42Hs

Início » Destaque » Professores aprovam paralisação na sexta (4), com indicativo de greve em Santa Rita, sob salário atrasado de dezembro e reajuste 11,36%.

Professores aprovam paralisação na sexta (4), com indicativo de greve em Santa Rita, sob salário atrasado de dezembro e reajuste 11,36%.

sinfesa aprovaOs professores de Santa Rita, em mais uma assembleia realizada nesta quinta (3) em sua sede no sindicato na Juarez Távora 370, Centro-Santa Rita, aprovaram por sua maioria uma paralisação para sexta-feira amanhã (4), com indicativo de greve, com realização de mais uma nova assembleia na segunda-feira (7), ás 14hs,  que é referente ao atraso da segunda parcela do salário de dezembro de 2015, que não foi efetuado pela prefeitura. O reajuste de salário da categoria do magistério de 11,36% entra na pauta de discussão dos professores e o prefeito.

Conforme ainda na assembleia no sindicato os professores em sua maioria aprovaram também que os profissionais retornariam para a sala de aula nesta quinta-feira (3), para informar e cumprir agenda de reuniões com pais de alunos, e ao mesmo tempo, informar e preparar o alunado sobre a paralisação com indicativo de greve nas escolas da rede municipal de Santa Rita, após decisão em assembleia nesta segunda (7).

Em uma das assembleia realizada no mês de fevereiro com os professores na Superintendência do IPREV, entre o prefeito de Santa Rita Netinho de Várzea Nova e a categoria do magistério ficou acordado a antecipação do 1/3 férias, a primeira parcela do salário de dezembro 2015 para o dia 17 fevereiro e a segunda parcela para (2) dois  março, após compromisso formado seria iniciado o debate para o piso de reajuste salarial do magistério que está sendo reivindicados 11,36%.

O presidente do sindicato José Farias enviou comunicado da decisão da assembleia no sindicato ao prefeito de Santa Rita Netinho de Várzea Nova e ao secretário de educação Gilvandro Anjos. José Farias não recebeu nenhum comunicado da prefeitura em relação ao atraso da segunda parcela do acordo firmado entre a prefeitura e a categoria, o presidente espera que a prefeitura credite ainda hoje os recursos da categoria até o final da tarde de hoje e que as negociações fiquem livres sem pendencias para iniciar as negociações de reajuste salarial do magistério, disse.

Lamartine do Vale.