João Pessoa 17/07/2018 03:51Hs

Início » Destaque » Promotor explica esquema de corrupção em Santa Rita e assegura novas investigações

Promotor explica esquema de corrupção em Santa Rita e assegura novas investigações

Ação objetivou apurar a comercialização ilegal de kits de licitação, boletins de medição e até notas fiscais, fraudando licitações e contratos

O promotor do Ministério Público da Paraíba, Romualdo Tadeu, explicou o desencadeamento da ‘Operação Shark’, resultado da prisão do vereador de Santa Rita Flávio Pereira (PSD) e o suplente e ex-vereador Tubarão (PSD), na manhã desta quinta-feira (17). A ação objetivou apurar a comercialização ilegal de kits de licitação, boletins de medição e até notas fiscais, no intuito de fraudar licitações e contratos junto a municípios paraibanos. Flávio Pereira e Tubarão recebiam informações privilegiadas das licitações.

“Eles tinham informações privilegiadas de possibilidades de licitações. Sabedores da necessidade de uma prestação de serviço, eles corriam por fora e identificavam através de um intermediário que prestou delação ao Ministério Público. O delator se encarregava de apresentar uma empresa ou um kit com três empresas, para que a vencedora do certame apenas apresentasse as notas e ficaria com o valor de 7%. E os serviços seriam em tese executados pelo próprio vereador”, detalhou Romualdo Tadeu.

O promotor também garantiu que a operação segue com outras investigações, uma vez que, outros municípios entraram no radar da quadrilha. “Outras investigações estão em curso, que são filhas dessa investigação. Essas empresas participaram em outros municípios”, completou.

As investigações preliminares para a ‘Operação Shark’, realizadas pelo Gaeco, demonstraram que uma organização criminosa está desviando recursos públicos do tesouro municipal de Santa Rita em benefício de empresas de fachada, utilizadas para fraudar licitações junto com outras empresas (também de fachada), havendo a emissão de notas fiscais fictícias e o recebimento de proventos do crime em favor de agentes públicos e de particulares envolvidos com a atividade criminosa.

Blog do Gordinho