João Pessoa 24/04/2018 14:24Hs

Início » Destaque » Quem são os verdadeiros vilões em Bayeux: PREFEITOS OU VEREADORES?

Quem são os verdadeiros vilões em Bayeux: PREFEITOS OU VEREADORES?

A cidade de Bayeux está mergulhada em uma crise política sem precedentes. Em menos de 2 anos já teve dois prefeitos e certamente ainda terá ao menos mais um, haja vista que o atual é apenas um remendo e deve sair em alguns meses. Mas até que ponto são os prefeitos os reais culpados pelo desastre no qual a cidade está metida? Você já pensou na culpa de uma Câmara tomada por vereadores chantagistas, dados as negociatas e que mais se preocupam em ter poder na base da troca nefasta de favores?

Circula nos grupos de whatsapp um áudio no qual é dito que a vereadora França diz que é para “demitir todo os pessoal de Betinho da RS, de Adriano Martins e de Inaldo”. O áudio não pode ser usado como peça de acusação por quebra de decoro, mas sejamos sinceros, em Bayeux há muito tempo não há decoro a ser quebrado. O que há, é uma imensa troca de favores numa atitude imoral de usufruir sordidamente da máquina pública.

A Câmara de Bayeux é desunida e incoerente. Existem dois grupos: O G12, liderado pelo prefeito/vereador Noquinha e o G5, sob o comando de Josauro. Essa briga por poder e cargos travou a governabilidade de Berg Lima e de Luiz Antônio. E o mais surpreendente é que agora, o vereador/prefeito Noquinha encontra-se na mesma situação e está sendo tragado pelo monstro que ele mesmo criou.

O G12 é atualmente liderado pelos vereadores França, Uedson Orelha e Zé Baixinho. Esses três, segundo informações têm maior número de cargos e estão perseguindo os integrantes do G5. A ordem é atropelar tudo que venha dos opositores, não importa se beneficia o povo ou não.

Noquinha é incapaz de se impor contra o expediente politiqueiro que ele mesmo coordenou. A cidade está estagnada. Não anda e vai permanecer imóvel porque um grupo de vereadores está preocupado em ter seus interesses atendidos. Não há desejo de servir ao povo.

É bom que os vereadores de Bayeux olhem para a história recente da Paraíba e lembrem que em Santa Rita, nos tempos de Reginaldo X Netinho, a Câmara teve um terrível papel, que mais recentemente em Cabedelo, a Casa Parlamentar era o celeiro da corrupção e que a Polícia já está de olho nisso tudo. É bom que prestem mais atenção com o que fazem com coisa pública, pois os tempos são propensos a queda de quem pensa que a máquina pública é coisa privada.

É fundamental que não apenas o ex-prefeitos sejam investigados, mas que os órgãos competentes olhem para o que está acontecendo em Bayeux. Se acontecer uma investigação séria poderá haver quedas maiores que a de Luiz e a de Berg.

Falando sobre esses dois: Por qual motivo a Câmara cassou quem tramou um flagrante e não cassou quem foi flagrado recebendo dinheiro e foi preso por corrupção? Simples, se cassar Berg haverá novas eleições e os poderosos podem perder o poder que conquistaram na base da politicagem.

Nossa cidade está perdida nas mãos de quem não está preocupado com os destinos do povo, mas que só é capaz de olhar para seu próprio umbigo. Temos um prefeito que foi excelente em tramar golpes, mas que será vítima dele mesmo e de seus aliados. E povo? O povo é vítima da confiança nessa gente.

Paraiba Urgente