João Pessoa 24/05/2018 09:39Hs

Início » Destaque » RC rebate oposição sobre “fracasso” do PSB em 2018: “Se cansaram de perder e não fazem nada”

RC rebate oposição sobre “fracasso” do PSB em 2018: “Se cansaram de perder e não fazem nada”

Críticas foram feitas pelos seus principais adversários e mais recentemente pelo prefeito Luciano Cartaxo (PSD)

O governador Ricardo Coutinho (PSB) rebateu, na manhã desta quarta-feira (29), as críticas da oposição de que o projeto do PSB está falido na Paraíba. De acordo com ele, dados mostram que o Governo do Estado é bem avaliado pela população e que são os opositores que estão cansados da gestão socialista.

“Cansou para eles, que se cansaram de perder e cansaram de ficar evidente para a população que não fazem nada. Agora, para o povo não. Amanhã eu vou inaugurar mais um Batalhão da Polícia Militar, em Esperança. Todo dia o Governo do Estado tem coisas. Para eles, realmente, estão doidinhos que acabe, mas o povo não. Achar que o povo cansou do projeto atual na Paraíba é achar que o povo é idiota.” declarou.

Para Ricardo, há uma série divergência na forma de se perceber a Política e de como executá-la entre ele e seus principais críticos. “A política para eles não é a arte da transformação. Para eles, é a arte de ocupação dos espaços públicos para eles dividirem entre os grupos, amigos, familiares. É assim que funciona. Às vezes o cara está lá novinho, mas a mentalidade é velha. Porque que eles querem o Poder? Qual ideia que eles colocam? Eles não tem ideia nenhuma, são vazios”, refletiu.

Ele ainda alfinetou as críticas recentes do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), que também reforçou a tese do suposto cansaço popular da gestão do governador. “Alguns deles governam aí e não consegue perceber nada. Você passa pelos cantos e está cheio de lixo, não vê uma reforma de escola. Ora, eu passei cinco anos, por exemplo, numa prefeitura municipal e reformei 94 escolas. E como é que dizem que não tem mais dinheiro? Eu estou reformando, quando soma-se tudo, 300 escolas no Estado, como é que se diz que não tem dinheiro? Tem dinheiro, meu amigo. O que não tem é gestão. Não há percepção de onde o dinheiro deve ir. Esse debate tem que ser feito na Paraíba”, pontuou.

O governador ainda foi provocado sobre as “dúvidas” de Cartaxo, que apontou inconstância da pré-candidatura de João Azevêdo, apontando a desistência deste nas eleições municipais de 2016. “Eu quero que quem esteja com dúvida fique com dúvidas até outubro do próximo ano. Eu não perco meu tempo com esse tipo de coisa, pelo amor de Deus. João é melhor quadro que a política dispõe hoje na Paraíba. Você pode até ter muitos que queiram ser governador, até porque todo mundo quer. Agora quanto quadro político, técnico, enquanto pessoa que conhece o Estado, que conhece o que é a administração pública, sinceramente, por mais respeito que eu tenha, indiscutivelmente João é o melhor”, afirmou.

E fez uma defesa da futura candidatura de João para governador. “A futura candidatura de João Azevêdo será uma candidatura por respeito à Paraíba, não é para alimentar alguns egos, não é para colocar os amigos e os grupos ali dentro para poder dividir o Estado. Essa época eu derrotei, já passou e eu quero que continue no passado. Cabe àqueles que não acham, esses outros ditos candidatos, que demonstrem suas aptidões, porque até agora, sinceramente, não demonstraram. E se não demonstraram, tendo a oportunidade que tiveram, não tem como demonstrar depois. Ou você é ou não é, ou você sabe ou não sabe. João Azevêdo é e sabe. Tem umas figurinhas tarimbadas que, no meio dessa crise toda, só faz pagar folha e não faz mais nada. É só fazer essa reflexão. É ver que o Estado está produzindo tanta coisa, em um governo de um Estado pobre como a Paraíba, é sinal de que muita coisa mudou e é preciso manter. Eu gosto de poesia e tem uma que diz que “pedras que rolam não criam musgos”. Tem gente que fica tanto tempo no poder, que não se agarra às transformações. A vida tem que ser transformada. Eu transformo a vida política permanentemente. Para isso estou pronto para ser contestado, atacado, não tenho nenhum problema e estou eu aqui resisitindo e falando das coisas que para mim são corretas”, declarou.

Blog do Gordinho