João Pessoa 25/06/2018 06:14Hs

Início » Destaque » Ricardo ironiza superexposição denunciada pelo MPC: “Quem aparece são as obras”

Ricardo ironiza superexposição denunciada pelo MPC: “Quem aparece são as obras”

Ricardo também disse que não se sente intimidado com o alerta

O governador Ricardo Coutinho (PSB) ironizou, nesta quarta-feira (22), a denúncia do Ministério Público de Contas, alegando supostos atos de promoção pessoal, em notícias publicadas no site www.paraiba.pb.gov.br, nas quais o governador aparece como protagonista de várias atividades da sua administração, ao passo que a vice-governadora, Lígia Feliciano, fora destacada em uma só publicação, com a indicação apenas do nome do seu cargo.

“Eu digo que não sou eu que estou aparecendo, que aparece são as obras. Acho que a agente tem que se desarmar, isso não é bom, tem que acabar com a militância. Suspederem o empreender e até hoje não explicaram. Alegam falta de transparência. Quem a aparecer não sou eu, são as obras, não tenho culpa de que, diferente de outros tempos, o governo aparece, e não tinha alerta. O governo não poder ser notícia, vou colocar os opositores para apresentar as obras”, indagou.

Ricardo também disse que não se sente intimidado com o alerta do MPC. “Não tem intimidação, não estou duelendo com o TCE, ninguém vai me levar para esse caminho”, declarou.

Na denúncia, o órgão apresentou pedido de medida cautelar no sentido de fazer cessar toda e qualquer publicidade maculada com o vício do personalismo veiculada no portal institucional do Governo do Estado, por força do enaltecimento direto da pessoa física do governador Ricardo Coutinho. A relatoria do caso é do Conselheiro Marcos Antonio da Costa, que negou o pedido de medida cautelar, por não vislumbrar a existência

Wscom