João Pessoa 22/09/2017 02:42Hs

Início » Destaque » Santa Rita: Na semana da Independência, servidores fazem protesto e revelam 30 anos de retrocesso da gestão Panta

Santa Rita: Na semana da Independência, servidores fazem protesto e revelam 30 anos de retrocesso da gestão Panta

O protesto foi realizado na secretaria de educação de Santa Rita, se quer a secretária Edilene Santos compareceu para esclarecimento referentes sobre os referidos reajustes aos servidores .

Na véspera que se comemora o dia da independência, os servidores da prefeitura deram continuidade as reivindicações, mobilizações e ato público que parece não terá fim, até a gestão tucana do prefeito Panta (PSDB), conceda os reajustes dos servidores, que se quer, não implantou ainda o piso Federal dos trabalhadores desde  primeiro de Janeiro, alem de terço de férias, reajustes do magistério e apoio da educação, o descumprimento dos PCCR, e o pacote de maldades que congela e retira direitos adquiridos dos servidores além de salários atrasados que foi pago com recursos de precatórios do Fundef e que ao completar nove meses de sua gestão não honrou nenhum compromisso com o servidor e que exigir direitos sem ter.

O protesto com ato público realizado na manhã de quarta-feira (6), ás 10 horas no jardim da secretaria de educação de Santa Rita foi aprovado em assembleia a unanimidade que entre dois e três dias por semana os servidores estarão nas ruas e prédio públicos reivindicando seus direito que o prefeito Panta se nega a conceder desde que assumiu a gestão, que ainda achou pouco e publicou um decreto congelando e retirando direito adquiridos ao logo de trinta anos, que os servidores recorreram a Câmara Municipal e que os servidores foram atendidos e sua proposta acolhida pela casa e que os servidores contam com o apoio para derrubar o referido decreto que ficou batizado com “Pacote de Maldades de Gestão Panta”. 

No protesto, na secretaria de educação teve como objetivo de tentar um diálogo com a secretária de educação Edilene Santos que se quer compareceu para dar uma explicação e que a cada dia que se passa a situação é de calamidade e muita tensão por parte dos servidores que ameaçam a todo custo por uma paralisação geral de suas atividades, que no protesto ainda foi elencado sobre o decreto 32 DO, de 28/08, que diz uma coisa e o prefeito se utilizou com a mão de ferro para fazer outra e  retirar direitos, até antes de sua publicação, como afetou as gratificações de secretários escolar com 10 e 15 anos além de outras maldades que foram cortadas que o sindicato provocou á Câmara de Santa Rita e apresentou o projeto de Decreto Legislativo para derrubar perante a inconstitucionalidade dos atos do prefeito que afronta os direitos dos servidores e a própria Lei que fere vários aspectos, disse a sindicalista Lêda dos Santos.

“O prefeito Panta quer cobrar dos servidores sem cumprir o que a LDB que a rege e sem efetuar pagamento dos serviços que executados e trabalhados pelos servidores e que por fim ainda decretou congelamento de benefícios em suas funções e retirar direitos adquiridos, “essa é a pior gestão de Santa Rita, toda maquiada de mentira  e que não fez nada até agora e nem concedeu reajustes previsto em Lei que já cometeu diversos crimes de improbidade administrativa que a assessoria do sindicato está impetrando ações no Ministério Público e o Tribunal de Justiça da Paraíba, que o servidor não vai baixar a cabeça pra uma gestão incompetente e do retrocesso, desabafou a sindicalista.

A gestão Panta é do desrespeito e da crueldade que se esquece sobre os crimes cometidos diante do PCCR do servidor, com as Leis Federal e Municipal, que o servidor quando requer aposentadoria por completar tempo de serviço a gestão Panta quer cortar pela metade seus proventos, isso é imoral só uma gestão tucano maldita com modelo do passado de governar foi implantada em Santa Rita e o servidor a todo custo vai resistir, lutar e enquanto isso vamos estar nas ruas reivindicando e cobrando o que é de direito, disse Lêda.

Lamartine do Vale