João Pessoa 19/08/2018 19:24Hs

Início » Destaque » Santa Rita: Panta é o único prefeito do Brasil que não paga terço férias, piso salarial e reajuste magistério

Santa Rita: Panta é o único prefeito do Brasil que não paga terço férias, piso salarial e reajuste magistério

Entre as promessas de campanha em período eleitoral de Santa Rita-PB, o prefeito Emerson Panta (PSDB) afirmou por todo o município que as prioridades de seu governo seriam a saúde e uma política de valorização dos servidores municipal, que se encontrava com salários atrasados e os servidores paralisados, e ao completar oito meses de sua gestão demonstrou que é um Tucano de bico duro, que insiste em não pagar terço de férias, piso salarial Federal, reajuste do pessoal de apoio além de reajuste do magistério que todo o prefeito em todo o Brasil já negociou e efetuou o pagamento e continua a mesma postura e prática do passado.

Com uma política adotada de sua gestão fracassada com moldes operandi e arcaico que está dando continuidade as gestões anteriores e que nada no município funciona, que é administrada por médicos, que não consegue colocar pra funcionar nada inclusive a saúde, sem médicos e medicamentos que a única operação que lhe restou foi a perseguição e redução de salários dos servidores, que é o único prefeito do Brasil que rebaixou salário constituído em Lei, além dos ataques nos contracheques continuam generalizado para todos os servidores de todas as categorias inclusive aposentados e pensionistas que contribuíram e deram a vida para servir a população de Santa Rita.

A prefeitura de Santa Rita possui mais de 4,4 mil servidores que toda á Paraíba testemunhou o massacre pelas gestões anteriores sem efetuar o pagamento com o serviço trabalhado entre três e quatro meses de salários atrasados e que a gestão Panta adotou um critério pior que as administrações passadas que quer investir no município com os recursos dos servidores que tomou como bandeira de seu governo incapaz que o ‘Sistema Sagres’ prova o grau excessivo de servidores comissionados e contratados no município que ultrapassou o limite prudencial da folha de pagamento e que em Santa Rita não existe esse postos de trabalho que tem um concurso 2016 da gestão passada a vacância de vagas e o prefeito não chamou ninguém e insiste em contratar a peso de ouro sem nenhum investimento e sem crise que adotou a política do calote em retirar o que é do servidor.

Contudo, os servidores estão unidos e depois que receberem seus salários atrasados desvalorizados a luta vai continuar que já se organizam para uma grande paralisação geral em todos os setores com todas as categorias por tempo indeterminado em protesto aos ataques e redução de seus contracheques e a perseguição a todos os servidores que ninguém aguenta mais a gestão que adotou o slogan “que tudo pode”, mas que os servidores não vão se curvar.

Revoltados e indignados com o modelo implantado de administrar retirando o que é do servidor e a população que apostou em um nome novo para gerir o futuro da cidade e que logo perceberam o pior tipo de gestor que não consegue fazer nada e sem nenhuma atitude de atrair investimentos para a cidade que toda Santa Rita já provou em um médico no passado que foi a maior decepção que continua o médico Panta sua esposa Jane Panta que não o mínimo de conhecimento em gestão e basta tomar um transporte alternativo que se ver a revolta e o arrependimento do povo que a cidade não tem nada e continua a mesma coisa de seu aliado Netinho de Várzea Nova.

Lamartine do Vale