João Pessoa 19/07/2018 09:09Hs

Início » Destaque » Santa Rita: População de Livramento ocupa Câmara, protesta contra a gestão Panta com o caos vivido da saúde

Santa Rita: População de Livramento ocupa Câmara, protesta contra a gestão Panta com o caos vivido da saúde

A população reivindica o caos vivido na área de saúde sem médico, medicamento e a conclusão da reforma além da cobrança na infraestrutura que o prefeito Panta não levou uma pedra para o Distrito.

Cerca de mais de oitenta pessoas do Distrito de Livramento Revoltados e indignados com o prefeito Panta ocuparam a galeria da Câmara Municipal de Santa Rita-PB,  nesta terça-feira (15), e realizaram um protesto com o caos vivido na saúde reivindicando médico, medicamentos e a conclusão da reforma do PSF, e o difícil acesso para socorrer um doente devido a buraqueira que até hoje a gestão não mostrou uma solução para resolver o problema e não colocou uma pedra naquele Distrito com aproximadamente 30 mil pessoas.

Com cartazes no plenário mostrando o caos na saúde e aos gritos que ”unidos jamais serão vencidos”, entre os participantes no protesto estavam lideranças comunitários que a maioria de idosos exigia uma solução urgente para que as mais de 4.500 pessoas que residem naquele Distrito de Livramento sejam atendidos no Programa de Saúde da Família ou o prefeito alugue um novo imóvel, mas do jeito que está não pode ficar, “não vamos morrer a míngua, que temos conhecimento que os recursos adentram todos os meses na prefeitura e nossa comunidade é abandonada e esquecida pela gestão Panta”, disse Luzia de Lima com muita indignação.

“Estamos aqui na Câmara para que o prefeito Panta resolva a situação do PSF de nossa comunidade que foi interditado á cinco anos se iniciou-se uma reforma que não acaba nunca e o povo sem assistência e não temos a quem recorrer e quando uma criança ou um idosos  ou qualquer pessoa da comunidade adoece ou temos renovar uma receita é preciso recorrer a Santa Rita, além de que o médico tem obrigação de acompanhar o paciente em nossa comunidade que estar a 28 km de distante do centro de Santa Rita, o transporte é outro problema, apesar do  maior desafio do governo do estado que resolveu o problema com recapeamento asfáltico e agora estamos isolados e a gestão do prefeito Panta não dar uma resposta “queremos o que é nosso e o atendimento na saúde” é prioridade como disse o prefeito no período eleitoral ”, afirmou a líder comunitária Luzia.

Já para a presidente da associação de moradores do Eitel Santiago Terezinha de Jesus disse que estava na Câmara de Santa Rita solidário a população da zona rural e aproveitar para cobrar do prefeito Panta que nossa comunidade não possui nada, sem medico e há quase três anos existe uma reforma que estamos prejudicados e uma receita no PSF não existe que temos que recorrer  à clínica de Dr Péricles e pagar entre R$ 90 e 150 por uma consulta que não podemos pagar pelo qual declarou de imoral que o prefeito Panta disse que a saúde era prioridade e hoje desapareceu da cidade e não nos dar uma satisfação, disparou Terezinha do Eitel.

Por fim, Luzia de Lima ressaltou ainda que o Distrito de Livramento não possui uma rua calçada pela prefeitura e a situação que se encontra é caótica, hoje é impossível um veículo entrar na comunidade para socorrer um paciente, “vamos recorrer ao Ministério Público e realizar um protesto na porta do prefeito para que ele tome uma atitude e assuma o compromisso que, ele é o prefeito, e que nos representa que estamos necessitamos do benefício, e o povo estar morrendo sem assistência que depois que ele, o prefeito Panta ganhou a eleição, entregou o mandato a esposa e despareceu, por isso, que estamos na porta da Câmara de Santa Rita e, ainda mais, para nosso desprazer nesta casa legislativa o prefeito enviou um projeto de Lei 064/2017 para cobrar mais impostos da população sem fazer um benefício”, isso é não ter consciência de 85 % da população de Santa Rita são pessoas carentes e desempregadas, finalizou a presidente da associação do Distrito de Livramento

Lamartine do Vale