João Pessoa 23/10/2017 00:49Hs

Início » Câmara em foco » Santa Rita: Presidente Gustavo Santos cobra atitude e caos vivido na cidade da gestão Panta

Santa Rita: Presidente Gustavo Santos cobra atitude e caos vivido na cidade da gestão Panta

O presidente Gustavo Santos possui postura independente no parlamento e cobra atitude da gestão Panta para soluções dos problemas que continuam desde a gestão anterior, o discurso acabou, disse o Gustavo Santos.

Em discurso contundente, o presidente da Câmara Municipal de Santa Rita mostrou seu posicionamento independente e intransigente na defesa dos interesses da população, assim definiu sua corrente política na atual conjuntura o vereador Gustavo Santos (Podemos)

A fala de Gustavo foi marcada por frases fortes, que deixam clara sua posição independente e sua insatisfação com a letargia e a falta de competência do prefeito Emerson Panta (PSDB) em resolver questões do dia a dia do município, como o grande problema vivenciado hoje na cidade: a buraqueira de ruas e avenidas em todos os bairros, que se acumularam nesses mais de sete meses de gestão.

“Venho trazer minha total insatisfação com a Secretaria de Infraestrutura do município. Uma secretaria falida, falida de atitudes, falida de disposição para trabalhar pela nossa cidade”, disparou logo na abertura do seu pronunciamento, na tribuna da Casa.

Visivelmente irritado pela falta de respostas da gestão aos pleitos que leva da população ao Poder Executivo, Gustavo disse ter ido à Seinfra “mais de dez vezes” (sic), sem que tenha recebido qualquer retorno.

“Mudaram os secretários, mas caneta é a mesma. Não se enganem”, disse.

“Trago meu voto de repúdio por já ter ido a essa secretaria mais de dez vezes solicitar soluções para a nossa cidade e sequer fui atendido”, ressaltou o presidente da Casa de Antônio Teixeira.

Mais adiante, Gustavo levou ao plenário o grave caso da guarita dos operadores das cancelas de Várzea Nova.

Segundo Santos, o tema foi pautado já por seu mandato no início do ano, sendo uma de suas primeiras ações como parlamentar do município.

Gustavo é morador de Várzea Nova e, assim como tantos, perdeu e teve amigos envolvidos com o acidente do trem em fevereiro de 2016, que vitimou tragicamente três pessoas e feriu dezenas, quando o trem se chocou com um ônibus que atravessava a passagem de nível entra a PB 004 e a Praça João Raposo, na entrada do bairro.

O clamor pela instalação da cancela nasceu exatamente do trágico episódio, motivo que levou o parlamentar varzeanovense a solicitar a instalação do equipamento, adquirido no ano passado, assim como a instalação do abrigo dos profissionais designados para ordenar a passagem do trem, parando o trânsito corretamente, evitando novos desastres.

As cancelas foram instaladas e inauguradas no dia 30 de março, mas a guarita, adquirida e paga no dia 13 de junho, até o momento é um mistério na cidade.

Gustavo cobrou da gestão a guarita, ressaltando sua importância para aqueles que estão à disposição da população para prevenir e salvar vidas, fato que está ignorado por Panta, segundo o vereador.

“Foi um dos meus primeiros requerimentos aqui na casa, foi a cancela de Várzea Nova, onde houve a tragédia com o trem. Solicitei a instalação da cancela, que já havia sido adquirida pelo município. Estava guardada. Solicitei e instalaram”, relembrou Gustavo.

O presidente do parlamento santarritense cobrou do prefeito, médico por profissão, a responsabilidade pela saúde e pela integridade física dos servidores do município, que trabalham de forma insalubre, sem a devida proteção da guarita, que já deveria estar instalada desde a inauguração do equipamento.

“Só que instalaram de forma incompetente. Se vocês passarem em Várzea Nova, verão os operadores das cancelas debaixo de sol e chuva. O gestor é da área da saúde, é médico, e está colocando em risco as vidas daqueles operadores, que estão lá fazendo um bom trabalho. Estão salvando vidas, estão prevenindo acidentes, mas não estão dando as devidas condições de trabalho pra eles”, pontuou.

Ao final de sua fala, Gustavo repudiou a gestão Panta, no que chamou de ‘administração que está acabando com Santa Rita’.

“Quase dois meses que essa guarita foi comprada, não foi instalada e estão lá os operadores debaixo de chuva e de sol. Venho trazer meu repúdio a essa administração que está acabando com a nossa cidade”, finalizou.

Assista ao vídeo com o pronunciamento de Gustavo:

News Paraíba