João Pessoa 19/11/2017 19:31Hs

Início » Destaque » Santa Rita: Secretária Edilene Santos não tem autonomia para nada, e é tachada como fantoche, diz sindicalista.

Santa Rita: Secretária Edilene Santos não tem autonomia para nada, e é tachada como fantoche, diz sindicalista.

A secretária de educação de Santa Rita, Edilene Santos desde que assumiu a secretária não anunciou nenhum reajuste do magistério e nem para o pessoal de apoio da educação.

O presidente do sindicato dos servidores públicos municipal de Santa Rita, José Farias na última quarta-feira (6), em mais uma mobilização na parte interna da secretária de educação reivindicando uma pauta de reivindicações de reajuste para todas as categorias da prefeitura de Santa Rita, tachou a secretária de educação municipal Edilene Santos de “Fantoche, que não tem autonomia para nada e quem manda é a tia do prefeito, é uma vergonha”, desabafou o sindicalista revoltado e indignado por não ter uma resposta por parte da secretária dos referidos reajustes ao completar nove meses da gestão Panta, disparou.

“Admiro muito a doutora Edilene Santos que sai do meio da gente quando atuava como professora e supervisora no município, fez mestrado, doutorado e passou no concurso de professara da UFPB, e estar secretária de educação de Santa Rita, e da forma que vem cuidando da educação é uma vergonha, nada fez até agora para uma doutora que para o sindicalista não passa de um fantoche em sua visão”, que não recebe ninguém e não toma uma decisão que mais revoltou na mobilização da quarta (6) foi a sua ausência na secretaria que coloca falta nos professores e que faltou ao expediente que deveria ter o ponto cortado, lembrou o presidente do sindicato José farias.

José Farias disse ainda que a secretária de educação não conhece a realidade do município e estar sendo orientada pela tia do prefeito Panta, Marluce Alvino inclusive na ação da ADIN que reduziu os salários dos professores P1-B. O presidente do sindicato José Farias estar em tratamento de saúde e acompanhou a mobilização dos servidores na secretaria de educação e inesperadamente usou a palavra e desabafou de tantas agruras com os servidores de Santa Rita, que se iniciou na gestão anterior e que na atual que tudo pode segundo Panta piorou ainda mais que é uma gestão incapaz, que é só para perseguir servidor e reduzir salários que já estar conhecida como uma das piores gestões de todos os tempos em Santa Rita, e que nada funciona, declarou.

A nove meses da gestão Panta, os servidores estão reivindicando piso salarial federal do mínimo que não foi incorporado ainda, terço de férias que a gestão concede e não paga o benefício, o reajuste do magistério e o pessoal de apoio da educação, difícil acesso dos professores, o cumprimento do PCCR, e o reajuste dos vigilantes. Por fim o prefeito de Santa Rita divulgou 28/08, no DO decreto 32/2017 que congela todos os tipos de benefícios para os servidores, que ele Panta mesmo não vem cumprindo, e nem recebe os servidores para negociar que a Câmara Municipal já anunciou decreto legislativo que segundo foi constatado da inconstitucionalidade do projeto.

Contudo, a sindicalista Lêda dos Santos disse na assembleia realizada na secretaria de educação de Santa Rita, diante dos servidores será anunciada uma nova assembleia para esta semana no sindicato, que a palavra de ordem dos servidores são favorável por uma greve geral e mobilização na Câmara de Santa Rita-PB, para vetar o decreto do prefeito Panta que até hoje não disse para que veio na gestão de Santa Rita, frisou.

Lamartine do Vale