João Pessoa 25/06/2018 11:35Hs

Início » Destaque » Servidores de Santa Rita fazem ato público enfrente a Câmara por salários atrasados e pedem renúncia prefeito Netinho.

Servidores de Santa Rita fazem ato público enfrente a Câmara por salários atrasados e pedem renúncia prefeito Netinho.

camara protesto- camaraCom cartazes e faixas “Prefeito pague nossos salários”, “fome não espera” e até pedido de renúncia do prefeito Netinho os Vigilantes, agentes de trânsito, professores, aposentados, contratados e comissionados que foram demitidos com três e quatro meses sem receber salários trabalhados realizaram mais um protesto nesta quinta-feira (2), durante toda manhã enfrente a Câmara Municipal de Santa Rita, tendo como objetivo de provocar o parlamento para que haja com uma medida mais enérgica contra atos de  improbidade praticados pelo atual prefeito Netinho e sensibilizar o Ministério Público para liberar os salários atrasados á vários meses que a gestão insiste em não pagar.

O ato público contou a presença de vários vereadores que chagavam na casa de Antonio Teixeira para realização de mais uma sessão ordinária que clamavam os protestante apelaram aos parlamentares pelo apoio para receber seus salários atrasados á vários meses e que os repasses de fundo de participação do município estão religiosamente em dia

Segundo o líder do movimento dos servidores “Francinaldo Aragão” disse que em maio entrou nos cofres da prefeitura de Santa Rita mais de R$ 16 milhões e o prefeito alega que não tem dinheiro e não dá nenhuma satisfação e quer concluir o mandado levando nosso dinheiro está provado por que não existe obra no município, ele o prefeito desde que retornou a prefeitura que não paga o lixo, salário dos professores atrasados a cinco meses, aposentados e pensionistas ele só paga com quase 60 dias e sem o aumento desde 2015, e todas as categorias estamos apelando a Câmara de Santa Rita pelo afastamento do prefeito que por muito pouco o legítimo prefeito foi cassado”, disse

A servidora que presta serviço na unidade básica de saúde (UBS) do bairro do Açude Marina Targino disse revoltada e indignada com o prefeito Netinho que tirou as férias dos agentes e o terço de férias que quer dividir em 4 parcelas que não existe isso em prefeitura nenhuma na Paraíba, Marina disse ainda que as unidades estão em péssimas condições de trabalho que iremos convidar CRM que se quer possui medicamentos e nenhuma estrutura para atender a população, é uma vergonha, declarou a ACS.

O vereador de oposição Paulo Martins saiu em defesa dos servidores e disse que são vítimas do “calote” por parte desse prefeito que até os consignados ele também não paga e os setores da prefeitura sofrem com a prestação de serviço a população, e o que é pior, é que ele o prefeito não quer pagar os salários dos servidores existe queda de receita mais os recursos que entram no município são suficientes para honrar compromissos e pagar até o lixo. O vereador disse sugeriu ainda ao prefeito uma carta renúncia pela sua incapacidade de administrar os recursos da terceira cidade do estado, enfatizou.

A agente de trânsito Jôseane (Jôse) disse que o prefeito Netinho só adiantou o salário de abril por que foi preciso acampar na Praça Getúlio Vargas e a TV Cabo Branco nos entrevistou e mostrou a cara dele a Paraíba e a OAB-PB afirmou que o prefeito Netinho é passivo de improbidade administrativa e apropriação indébita “por isso ele liberou o nosso dinheiro más não vamos para de ir ás ruas enquanto ele não colocar em dia”. A agente de trânsito disse que recentemente ganhou um bebê e passa por dificuldade financeira por que não recebe seus salários.

Já para o professor Walber Lins disse que é preciso que a Câmara de Santa Rita nos ajude e que a situação está insustentável “é a única porta que nos defende que será preciso que os vereadores fiscalize os crimes cometidos por este prefeito e tome uma providencia como foi feito com outro gestor, os recursos são suficientes e o prefeito diz que não tem dinheiro e não se faz nada na cidade e nem paga a ninguém,disse.

Para o líder da bacada de situação do prefeito Netinho vereador Célio Rufino e o petista Sebastião Bastos convidou os servidores para criar uma pauta para levar ao executivo pelos quais, os servidores de imediato disseram a pauta são salários atrasados que logo após os parlamentares foram embora sem dar satisfação, e o movimentou continuou com os discursos acirrados pedindo a renúncia ou o afastamento do prefeito Netinho.

camara ptot. dois

Lamartine do Vale.