João Pessoa 17/11/2017 17:38Hs

Início » Destaque » Servidores realizaram a 4ª assembleia itinerante no Eitel Santiago, morador detona a saúde da gestão Panta de Santa Rita

Servidores realizaram a 4ª assembleia itinerante no Eitel Santiago, morador detona a saúde da gestão Panta de Santa Rita

A gestão Panta não contraiu empréstimo para efetuar salários atrasados, o pagamento foi realizado do próprio salários dos servidores através do pacote de maldade contra o servidor.

Cumprindo o ciclo de assembleias itinerantes nos bairros, uma das estratégias de reivindicar para protestar contra desmonte da gestão Panta contra os servidores públicos de Santa Rita-PB, em especial inativos e pensionistas, foi realizada a 4ª assembleia no bairro de Eitel Santiago e o fato que chamou a atenção nesta manhã de segunda-feira (13), foi uma moradora que se rebelou e detonou a saúde da gestão do prefeito Panta por não existir médico, medicamento e nenhum investimento básico no bairro como nos outros setores e pelo abandono geral no município.

“A moradora Maria da Penha de 38 anos logo que ouviu a concentração dos servidores da escola Manoel Faustino aonde reside a 30 anos, com o carro de som pediu e usou da palavra  representando os moradores para expressar o sentimento de revolta e indignação pelo abandono total na saúde, educação e infraestrutura de seu bairro, que segundo D. Maria da Penha afirmou que o prefeito no período eleitoral disse que em seis meses a saúde de Santa Rita estaria funcionando e que ele é médico e sabia como administrar coisa que apreste ao completar um ano de gestão não aconteceu e o lhe lhe restou quando viu os servidores nas ruas resolveu unir-se a eles e mostra sua indignação que nem o que é necessário e básico existe é obrigada a se deslocar para outra unidade de saúde que é o maior sufoco e humilhação para pegar uma ficha para uma consulta para seus filhos, que aqui no bairro não existe nada por parte da prefeitura e que prefeito sumiu Santa Rita”, disse a moradora revoltada com que o gestor Panta prometeu e não cumpriu até hoje.

Segundo a sindicalista Lêda dos Santos que está a frente das mobilizações nas assembleias itinerantes afirmou que nosso objetivo é levar as informações nas comunidades do que estar acontecendo com os servidores e as finanças da prefeitura de Santa Rita, que indiretamente atinge a população e, que ao completar onze meses de gestão o prefeito Panta não concedeu nenhum reajustes salarial, terço de férias, reduziu salários dos professores P1-B, e maldosamente se utilizou de um decreto 32/2017 e cortou todas as gratificações e direitos adquiridos concebidos em Lei, além de feri os PCCRs da saúde e educação de todas as categorias sem aumento contudo ainda, revogou o decreto e instituiu um novo decreto congelamento toda a folha de pagamento para que as ações impetradas na justiça já no final do ano perca o objeto na justiça, declarou a sindicalista.

“Nossas visitas aos bairros tem sofrido efeito positivo aonde na ocasião a população tem se manifestada o apoio e solidaria a causa justa e alertar sobre as maldades da gestão Tucana Panta do modelo administrar com o chicote na mão que todos já sabem em todo o Brasil e , que Santa Rita é considerada a pios da federação e que o povo sofre da mesma doença da gestão passada, falta de gestão para administrar o dinheiro do povo  e que está indo para o ralo como diz o adágio popular, o dinheiro do povo de Santa Rita está sendo desperdiçado com monitoramento de Câmeras, que sempre teve a cobertura de mais de 600 vigilantes concursados, o lixo mais caro da Paraíba com 136 mil habitantes ganhando para Campina Grande e as consultorias que tem gerado uma fortuna para o município que não se tem um investimento na cidade desperdiçando o dinheiro do povo que recebeu a prefeitura com salários atrasados e não realizou um empréstimo, que tudo foi pago com o dinheiro dos servidores que sofre os ataques nos contra cheques e que ainda quer reduzir o salários de quem completa a ciclo de contribuição para se aposentar”, disse a sindicalista Lêda dos Santos.

O sindicato dos servidores vem promovendo uma enxurrada de ações na justiça contra os ataques da gestão Panta para atingir e perseguir servidores que nunca aconteceu em Santa Rita, e que os servidores estão unidos e não aceitam o pacote de maldade como ficou batizada em todo Santa Rita e na mídia paraibana, que o movimento pelas comunidades continuará mostrando força que o município no de 2017 não houve perda de receita, e que não aconteceu nenhum investimento em Santa Rita, e encaminhou o Projeto 064 à Câmara de Santa Rita para aumentar imposto para as pessoas pobres, carentes e desempregadas pagar que é essa a proposta do prefeito Panta que todos já conhecem no município como o pior prefeito almeja que o trabalhador preste o serviço de graça e que ele Panta diante de uma crise criou mais 1.200 cargos contratados e comissionados e não fez uma ação para minimizar a crise reduzindo seu próprio salários e de seus secretários que a maioria são de Campina grande, João Pessoa e existe um secretário importado de Minas Gerais na Paraíba.

Lamartine do Vale