João Pessoa 27/05/2018 11:59Hs

Início » Destaque » Tucanos reagem à corte de ponto na AL e culpam governo por esvaziamento das sessões

Tucanos reagem à corte de ponto na AL e culpam governo por esvaziamento das sessões

Nesta segunda-feira à tarde, os deputados se reúnem para discutir o esvaziamento do plenário durante as sessões. Segundo deputada, Assembleia está há duas semanas sem votação.

bruno-cunha-lima-310x245-1O deputado Bruno Cunha Lima (PSDB) reagiu à proposta de corte de ponto dos parlamentares na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Nesta segunda-feira, os deputados se reúnem à tarde para discutir o esvaziamento do plenário durante as sessões.

“Se for precisar cortar o ponto, que o governo corte na sua própria carne. Porque desde cedo estivemos aqui, e quem esvaziou o plenário foi o governo, então ele responda por seus próprios atos”, afirmou Bruno Cunha Lima.

Para a deputada Camila Toscano (PSDB), a Assembleia está há duas semanas sem votação por causa da falta de quórum. “Não há presença dos deputados da situação por conta de um requerimento para convocar o secretário, e isso não pode acontecer. A nossa obrigação é estar nessa Casa. Os deputados precisam entender isso e marcar as suas audiências para o período da tarde”.

A parlamentar também comentou sobre a votação da Medida Provisória (MP) 242, que não permite o reajuste salarial para os servidores do estado. “Para mim é uma Medida ilegal e inconstitucional. Então espero que ela seja derrubada, o que acho difícil diante da bancada governista que temos nessa Casa”.

Camila Toscano disse que a MP fere a data-base, já que o servidor tem o direito de ter o reajuste com periodicidade.

Blog do Gordinho