João Pessoa 18/06/2018 15:23Hs

Início » Economia » Ações da Oi despencam após pedido de recuperação judicial

Ações da Oi despencam após pedido de recuperação judicial

Papéis preferenciais caíam mais de 30% na manhã desta terça-feira, um dia após anúncio feito pela companhia

Oi - OiA Oi é a maior concessionária de telefonia do país(Paulo Fridman/Bloomberg/Getty Images)

As ações da Oi despencaram nesta terça-feira, um dia depois de a empresa anunciar que registrou pedido de recuperação judicial. Por volta de 11h30, seus papéis preferenciais estavam em baixa de 25,25% e os ordinários (com direito a voto), de 16,67%. Momentos antes, a queda das ações preferenciais passou de 30%.

A Oi, maior concessionária de telefonia do país, entrou nesta segunda-feira com pedido de recuperação judicial depois de ver fracassadas suas tentativas de renegociação de débitos com os credores. Segundo o comunicado em que anunciou o pedido de recuperação, as dívidas da empresa somam 65,4 bilhões de reais. O montante faz desse o maior pedido de recuperação judicial da história do país.

A empresa de telefonia foi uma das beneficiárias da chamada política de “campeões nacionais”, segundo a qual, com crédito farto do BNDES, companhias selecionadas se tornariam gigantes em seus setores com capacidade para competir globalmente. A Oi foi ungida de maneira ainda mais benevolente: em 2008, o governo autorizou mudanças nas regras do setor de telecomunicações para que ela pudesse comprar a Brasil Telecom e se transformar em uma “supertele”.

 

Em 2015, a companhia registrou prejuízo de 5,3 bilhões de reais e, no ano anterior, de 4,4 bilhões de reais. No primeiro trimestre deste ano, a perda da empresa foi de 1,64 bilhão de reais, montante 268% maior que o do mesmo período de 2015.

(Da redação)