João Pessoa 16/07/2018 01:04Hs

Início » Economia » Bandeira fica amarela em maio, e contas de luz voltam a ter cobrança extra após 4 meses

Bandeira fica amarela em maio, e contas de luz voltam a ter cobrança extra após 4 meses

Taxa adicional será de R$ 1 para cada 100 kWh de energia consumidos. Devido às chuvas mais intensas, entre janeiro e abril bandeira se manteve na cor verde e cobrança extra estava suspensa.

Conta de luz fica mais cara em maio

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (27) que a bandeira tarifária será amarela em maio. Isso significa que, no próximo mês, as contas de energia voltam a ter a cobrança extra que, neste caso, será de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos.

Entre janeiro e abril de 2018, a bandeira tarifária ficou na cor verde, e a cobrança extra nas contas de luz foi suspensa. A manutenção da bandeira verde coincidiu com o período de chuvas mais intensas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde estão as principais hidrelétricas do país.

Com mais chuva, o armazenamento de água nos reservatórios sobe e o país usa ainda mais energia gerada por hidrelétricas, que é mais barata.

Fim das chuvas

Para justificar a mudança da bandeira em maio, a Aneel apontou que, com o fim, em abril, do período de chuvas mais intensas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, o nível dos reservatórios das hidrelétricas tende a baixar.

A bandeira amarela indica, portanto, que as condições de produção de energia estão menos favoráveis e que há uma expectativa de uso mais intenso de usinas termelétricas, que geram uma energia mais cara.

As termelétricas entram em ação quando é preciso poupar água dos reservatórios das hidrelétricas devido à falta de chuvas. E o dinheiro arrecadado pela bandeira tarifária serve para cobrir o custo adicional com uso das termelétricas.

Bandeiras tarifárias (Foto: Arte/G1)Bandeiras tarifárias (Foto: Arte/G1)

Bandeiras tarifárias (Foto: Arte/G1)