João Pessoa 22/05/2018 06:23Hs

Início » Economia » Com dólar mais caro, gastos dos brasileiros no exterior caem 20% no semestre

Com dólar mais caro, gastos dos brasileiros no exterior caem 20% no semestre

No primeiro semestre deste ano, gastos somaram US$ 9,94 bilhões, queda de 20% ante os US$ 12,4 bilhões vistos no mesmo período de 2014, diz BC

dolar alto péssimas comprasDólar mais caro encarece produtos comprados lá fora e também afeta passagens e hoteis cotados em moeda estrangeira

A alta superior a 43% do dólar ante o real nos últimos 12 meses tem freado os gastos dos brasileiros no exterior. No primeiro semestre deste ano, os desembolsos lá fora somaram 9,94 bilhões de dólares, queda de 20% ante os 12,4 bilhões de dólares vistos no mesmo período de 2014.

O dólar mais caro encarece produtos comprados lá fora e também afeta passagens e hotéis cotados em moeda estrangeira. Com a valorização da divisa americana também sobem os gastos com cartões de crédito e débito no exterior, que ainda sofre a incidência do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), de 6,38%.

Junho – No mês passado, no entanto, os brasileiros gastaram lá fora mais do que os estrangeiros aqui no país. A conta de viagens registrou um saldo negativo de 1,20 bilhão de reais. De acordo com o BC, o volume é similar ao de igual mês do ano passado, quando o déficit nessa conta era de 1,20 bilhão de dólares.

O desempenho da conta de viagens internacionais foi determinado por despesas de brasileiros no exterior que somaram 1,64 bilhão de dólares em junho. Já o gasto dos estrangeiros em passeio pelo Brasil ficou em 445 milhões de dólares no mês passado.

 

Conta corrente – O déficit em transações correntes do Brasil caiu pela metade em junho, a 2,54 bilhões de dólares, comparado com um ano antes, favorecido pelo melhor saldo da balança comercial. Além disso os Investimentos Diretos no País (IDP), que somaram 5,39 bilhões de dólares em junho foram suficientes para cobrir o rombo nas contas externas.

No acumulado dos últimos 12 meses, o rombo atingiu 4,36% do Produto Interno Bruto (PIB), o equivalente a 93,05 bilhões de dólares. No primeiro semestre, o déficit nas contas externas soma 38,28 bilhões de dólares.

(Com Estadão Conteúdo)