João Pessoa 26/04/2018 22:51Hs

Início » Economia » Dividido, Banco Central mantém juros básicos em 14,25% pela 3ª vez.

Dividido, Banco Central mantém juros básicos em 14,25% pela 3ª vez.

Decisão era esperada pelo mercado devido à deterioração da economia.

juros 14,5 - 3ª vezBRASÍLIA – Com o cenário de forte recessão e a sinalização, por parte do Banco Central, de que não pretende convergir a inflação para o centro da meta, de 4,5%, em 2016, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a taxa básica de juros (Selic) em 14,25%, sem viés. A decisão teve seis votos a favor e dois pela elevação da taxa em 0,50 ponto percentual. Foi a terceira reunião em que o índice é mantido.

A divergência ocorreu no voto dos diretores Sidnei Corrêa Marques e Tony Volpon. No último comunicado, o governo sinalizou que pretende atingir o centro da meta em “horizonte relevante” o que, na prática, dizem analistas, significa que esse objetivo deve ser adiado para 2017. Os economistas já esperam que a inflação atinja 10,33% este ano e ultrapasse o teto da meta, de 6,5%, no ano que vem. A previsão do último boletim Focus, divulgado na segunda-feira passada, para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2016 é de 6,64%.

A decisão não surpreendeu o mercado, que já previa a manutenção. Segundo os especialistas, o Banco Central pode estar contando com a piora na deterioração da economia para forçar para baixo a inflação. O economista-señior do Haitong Brasil, Flávio Serrano, explica que o BC já havia sinalizado a manutenção e pondera que, da última reunião do Copom para esta, o cenário ruim da economia pouco mudou, o que não justificaria uma mudança da taxa por enquanto.

— O Banco Central já vem sinalizando isso. Os diretores têm sinalizado que há uma manutenção dos elementos econômicos.

O Globo