João Pessoa 26/05/2018 06:30Hs

Início » Economia » FIEP sediará Audiência Pública da ANEEL no próximo dia 07

FIEP sediará Audiência Pública da ANEEL no próximo dia 07

Por entender que a redução da tarifa de energia elétrica é o primeiro passo para o aumento da competitividade do segmento industrial, a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP sempre esteve engajada em campanhas e mobilizações com o intuito de promover o barateamento da energia, e consequentemente favorecer o crescimento da economia paraibana.

Depois de promover várias discussões com foco na redução da tarifa de energia elétrica, a FIEP, em Campina Grande sediará no próximo dia 07/12, às 14h, uma audiência pública, referente ao 3º Ciclo de Revisão Tarifária da Energisa Borborema.

A proposta da Aneel é de um incremento médio de 2,09% nas tarifas de energia dos consumidores, sendo elevação de 5,07% para o consumidor residencial e queda de 4,63% para os de grande porte (indústria e grandes consumidores).

Para o presidente da FIEP, Francisco Benevides Gadelha, a redução da tarifa diminuirá o custo dos produtos paraibanos e, o mais importante, beneficiará a população em geral. “Esta Casa sempre esteve aberta para a discussão dos temas que envolvem o desenvolvimento da Paraíba. Nós estaremos convocando a sociedade em geral para que participe da audiência da Aneel, pois entendemos que será a grande oportunidade que teremos para discutirmos os critérios de revisão da tarifa de energia elétrica para Campina Grande e região”, asseverou.

A distribuidora atende 166 mil unidades consumidoras em Campina Grande e outras cinco cidades do Complexo da Borborema. Se os percentuais forem aprovados, entrarão em vigor em 4 de fevereiro de 2013 – data de aniversário do Contrato. Já a revisão acontece a cada quatro anos e difere do reajuste anual das empresas fornecedoras.

Segundo o diretor da Aneel e relator da revisão, André Pepitone da Nóbrega, a revisão mais complexa modificará a tarifa básica cobrada ao consumidor. Por esta razão, não irá interferir na desoneração dos tributos anunciados pela presidente Dilma Rouseff, em setembro deste ano.
“Será aplicada a nova tarifa e, em seguida, as reduções de 16,2% para o consumidor doméstico e de até 28% para a indústria. Estes são assuntos distintos”, afirma.

Pepitone explica que, em ano em que acontece a audiência pública de revisão tarifária, não há reajustes anuais.

“O reajuste é utilizado para repor as perdas da empresa pela inflação e não será aplicado em 2013, tendo em vista que vigorará a revisão tarifária. A audiência durará de amanhã até o dia 10 de dezembro e, por ser pública, permitirá que o consumidor participe e opine sobre os percentuais”, acrescenta André Pepitone da Nóbrega.

Informações adicionais através do telefone: (83) 2101-5300.

com Ascom