João Pessoa 22/06/2018 22:15Hs

Início » Entretenimento » Em seu melhor estilo afro, Império da Tijuca cobre a Sapucaí de palha e beleza

Em seu melhor estilo afro, Império da Tijuca cobre a Sapucaí de palha e beleza

Seis escolas de samba da Série A abrem os desfiles nesta sexta-feira, primeiro dia de carnaval na Sapucaí. São elas: Unidos de Bangu, Império da Tijuca, Acadêmicos do Sossego, Unidos do Porto da Pedra, Renascer de Jacarepaguá e Estácio de Sá.

UNIDOS DE BANGU

Com o enredo ‘A travessia da Calunga Grande e a nobreza negra no Brasil’, a Unidos de Bangu foi a primeira escola de samba a pisar na Marquês de Sapucaí, nesta sexta-feira, abrindo os desfiles da Série A. A agremiação da Zona Oeste apostouno seu samba – considerado um dos melhores do ano no grupo – para ficar no grupo de acesso.

Carro alegórico da escola de samba Unidos de Bangu abrindo os desfiles da Série A na Sapucaí
Carro alegórico da escola de samba Unidos de Bangu abrindo os desfiles da Série A na Sapucaí Foto: Pedro Teixeira / Agência O Globo

— Apostamos no samba. Na força do enredo enjoado canto do componente. A dificuldade é visível. É gritante. Vamos apostar no canto do componente — disse o carnavalesco Cid Carvalho.

A Bangu desfilou na Série A pela última vez em 2015, quando foi rebaixada

IMPÉRIO DA TIJUCA

Era o Império da Tijuca de seus belos enredos afros. Segunda escola a desfilar nesta noite de abertura da Série A, de longe a verde e branca muitas vezes podia até parecer uma agremiação rica na avenida. Mas se aproximasse era perceptível que a beleza era resultado da criatividade e do aproveitamento de materiais simples e baratos.

A coroa, símbolo da agremiação, era feita de isopor. A palha estava na roupa da comissão de frente e nos carros alegóricos. E chapéus de palha viraram também barra da saia da baiana.

A Império da Tijuca desfila agora pela Avenida do Samba. Com o enredo “Olubajé: um banquete para o Rei”, dos carnavalescos Jorge Caribé e Sandro Gomes, a agremiação pode até parecer rica, mas materiais são extremamente baratos.

— Agradecer por colocar na marra esse carnaval. Todas as coirmãs sofreram com a covardia com o carnaval do Rio. Vamos mostrar o que a formiga sabe fazer — discursou o presidente do Império dá Tijuca, Antônio Marcos Teles, o Tê.

ACADÊMICOS DO SOSSEGO

Na sequência, a Acadêmicos do Sossego vai apostar em um enredo carregado de rituais, com ‘Ritualis’, do carnavalesco Petterson Alves, será a terceira agremiação a pisar na Avenida do Samba, seguida pela Unidos do Porto da Pedra.

PORTO DA PEDRA

A Unidos do Porto da Pedra, escola de são Gonçalo, vai destacar biografias de dez cantoras eleitas Rainhas do Rádio na Era de Ouro do Rádio, com o enredo “Rainhas do Rádio – Nas ondas da emoção, o Tigre coroa as Divas da canção!”, do Jaime Cezário. As homenageadas são elas: Linda Batista, Dircinha Batista, Marlene, Dalva de Oliveira, Emilinha Borba, Ângela Maria, Vera Lúcia, Dóris Monteiro, Mary Gonçalves e Julie Joy.

RENASCER DE JACAREPAGUÁ

Com o enredo “De flechas e de lobos”, desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Rangel e Raphael Torres, a Renascer de Jacarepaguá será a penúltima agremiação a desfilar na Sapucaí nesta sexta-feira de carnaval.

ESTÁCIO DE SÁ

O encerramento do dia fica por conta da Estácio de Sá, que falará sobre os mercados populares com o enredo “No Pregão da Folia, sou Comerciante da Alegria e com a Estácio Boto Banca na Avenida”, do carnavalesco Tarcísio Zanon.

Extra Online