João Pessoa 26/04/2018 05:47Hs

Início » Entretenimento » Festival de Música Clássica de João Pessoa começa neste domingo

Festival de Música Clássica de João Pessoa começa neste domingo

Primeiro concerto acontece a partir das 19h na Igreja de São Francisco. Terceira edição homenageia Benedict Klöeckner e Noa Wildshut.

noayoram3040_-_versie_2A violinista Noa Wildschut, da Holanda, é homenageada no 3º Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa (Foto: Merlijn Doomernik/Divulgação)

Começa neste domingo (29), na Igreja de São Francisco, a 3ª edição do Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa. O evento segue até 5 de dezembro com 23 concertos apresentados em igrejas históricas da capital, com 15 solistas de seis países diferentes e um catálogo de grupos camerísticos e sinfônicos em diferentes formações.

A programação desse domingo é aberta às 19h com a Orquestra da Ação Social pela musica no Brasil (ASMB) Núcleo João Pessoa, sob regência do professor Hector Jorge Rossi. Em seguida, a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa se apresenta com dois solistas, os violinistas Noa Wildschut e Joris van Rijn, ambos da Holanda. A regência fica por conta de Laércio Diniz.

Dois jovens do mundo da música clássica, o cellista alemão Benedict Klöeckner e a violinista holandesa Noa Wildshut, são os homenageados desta edição do festival. Noa se apresenta nos dias 29, 1° e 3 de dezembro, com masterclass no dia 2, enquanto Klöeckner toca nos dias 30, 2, 3 e 5 de dezembro, com masterclass no dia 1°. Toda a programação de concertos é gratuita e as inscrições para as oficinas estão abertas pelo site do evento.

“Esta edição comprova que o Festival de Música Clássica se consolida no calendário cultural da cidade como um dos projetos mais atrativos e aguardados pelo público. Preocupamo-nos em manter vivo o padrão de excelência dos instrumentistas, mas com um foco distintivo: este ano é dedicado às crianças que conquistaram o seu espaço em grandes orquestras do mundo e as que estão iniciando na arte, como no caso do projeto Ação Social pela Música do Brasil”, destaca o diretor-executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Maurício Burity.

G1-PB