João Pessoa 27/05/2018 21:48Hs

Início » Entretenimento » Musa da Mocidade, Anitta já viveu amor de carnaval: ‘Fica atrás de mim até hoje’

Musa da Mocidade, Anitta já viveu amor de carnaval: ‘Fica atrás de mim até hoje’

Anitta-carnavalPre-para que hoje é o dia em que Anitta vai afrontar as fogosas (só as que incomodam, claro!) e expulsar as invejosas quando pisar na Marquês de Sapucaí como musa da Mocidade. Aos 22 anos, a cantora é o grande destaque da escola de Padre Miguel e do carnaval do Rio com o seu bloco de rua. Engana-se, no entanto, quem pensa que o posto a preocupa. Na contramão das beldades que fazem dietas mirabolantes e treinos exaustivos em busca do corpo perfeito para essa época do ano, a Poderosa segue tranquila e sem cometer exageros.

— Não coloco pressão em nada na minha vida. Não costumo ficar nevosa e pensar: “Que responsabilidade!”. Busco fazer as coisas com leveza, até mesmo para que tudo saia bem. A ideia é que eu me divirta — frisa Anitta, emendando: — Não fiz nada de especial para o carnaval porque não tenho tempo. Faço de 15 a 20 shows por mês. A rotina é puxada. E eu adoro sair da dieta (risos). A Anitta que estará na Sapucaí é a mesma da vida real. Vou para lá como eu sou no dia a dia. Não tenho medo de me expor. Celulite, todo mundo tem. Estou nem aí! Se a gente está se sentindo bem, podemos ficar do jeito que for que está maravilhoso. Procuro estar legal comigo, com a minha cabeça e espírito. É isso o que importa!

Muitos carnavais atrás, quando ainda era apenas a anônima Larissa de Macedo Machado, a então moradora de Honório Gurgel já curtia a folia. Lembranças boas que ela faz questão de guardar na memória com carinho.

— Amo carnaval. Quando criança, a minha mãe me fantasiava. Era um acontecimento. Tive uma fantasia de odalisca, toda azul, que eu adorava. Nossa, eu repeti essa roupa durante muitas anos, porque a gente não tinha dinheiro para ficar comprando uma nova — conta a artista, que faz mistério sobre o visual de hoje à noite: — Vou usar preto com prata. O visual é bem imponente. Vai abalar as estruturas. Acho que o pessoal vai gostar.

Pequena, com o microfone na mão, Anitta brincava de ser cantora
Pequena, com o microfone na mão, Anitta brincava de ser cantora Foto: Reprodução/Instagram

Da época em que ainda não tinha se tornado o furacão Anitta, a morena revela que chegou a viver um amor típico de carnaval.

— Foi na minha última folia antes da fama. Acabou a festa, acabou o amor (gargalhadas). Fiquei chateada, mas, logo depois, eu virei cantora e o cara ficou louco. Ele fica atrás de mim até hoje. Mas virou amigo. De vez em quando, ele diz: “Perdi uma oportunidade” (risos).

Na folia deste ano, Anitta garante que não terá tempo para dar beijo na boca. E está solteiríssima.

— Está difícil. Sou bem chata (risos)! Exigente demais. Tenho certeza de que o problema é esse. É tanta chatura que, se eu começar a falar, fico até amanhã. Não sou romântica, sou prática. Se vejo que não vai rolar, eu falo na cara. Sou bem verdadeira — define-se a cantora, que perde a fala e não sabe responder sobre o que é preciso para conquistá-la.

O silêncio é interrompido pelo assessor dela, Paulo Pimenta, que logo avisa:

— O cara precisa entender que o seu trabalho é prioridade.

Renner Souza, amigo e maquiador de confiança de Anitta, também opina:

— É isso mesmo. Quem for namorá-la tem que compreender que, em alguns momentos, ela não estará disponível.

A musa concorda com os dois:

— É verdade! Meu trabalho vem em primeiro lugar. É preciso que a pessoa entenda isso e que também não fique em cima de mim. Sou bem oito ou 80. Posso ser uma criançona numa hora e, depois, estou séria, focada, uma senhora de 60 anos. É difícil me acompanhar.

Cantora não planeja ser rainha de bateria

De fato, a cantora não para um segundo. No dia da sessão de fotos para esta reportagem, Anitta escolheu os looks selecionados pelo produtor Sandro Carvalho com calma. No telefone, ela foi resolvendo a sua agenda profissional. Conversava com o seu assessor e com sua assistente. Era tudo ao mesmo tempo.

— Eu amo muito trabalhar! Não é nenhum sacrifício para mim. Trabalho o tempo inteiro porque eu me divirto fazendo isso. Se estou em casa, fico ao telefone falando de trabalho. Agora, vou tirar férias. Aí pensei: “Podia filmar e colocar no meu canal no YouTube” (risos). Tudo é um evento — conta.

Renan Machado, irmão da cantora, é o seu braço direito. O rapaz, de 25 anos, que trabalha ao lado dela, entrega:

— Minha irmã não sai de casa pensando: “Ai, vou trabalhar”. Ela gosta muito do que faz. Tem prazer nisso. Quem está fora é que se preocupa com o ritmo dela. Anitta precisa descansar. Às vezes, eu travo a agenda de compromissos por dois dias. E ela logo pergunta o porquê. Se dependesse só dela, trabalharia 24 horas por dia. Ela é assim.

Anitta e o irmão Renan
Anitta e o irmão Renan Foto: Reprodução/Instagram

Em 2014, Anitta rompeu os laços com a empresária Kamila Fialho. Desde então, passou a cuidar de todos os detalhes de sua carreira. A decisão não foi fácil.

— Foi difícil porque eu não sabia o que ia encontrar pela frente. Mas eu sentia muito essa necessidade, então, fiz. Posso dizer que estou muito feliz. É a melhor fase da minha vida. Sempre quis fazer as estratégias do meu plano de carreira. Hoje, eu faço tudo da minha forma. Organizo os lançamentos, as músicas, os cenários para os shows, figurino, repertório… Só os clipes que não. Contratei uma galera para eu só precisar chegar no dia maravilhosa (risos). Confio neles — destaca a cantora, que, em seu último clipe (“Essa mina é louca), trocou um selinho com a atriz Isis Valverde: — Foi uma ideia do Giovanni (Bianco, diretor de arte). Mas eu não encaro como “um beijo na Isis”. É mais um selinho igual ao que a Hebe Camargo dava. Adoro Isis. Ela é muito querida. Foi normal.

Apesar da pouca idade, Anitta sabe muito bem aonde quer chegar. E ela não se importa de pagar um preço por isso. Consciente, ela investe dinheiro do próprio bolso para realizar seus projetos. Nada de gastança desenfreada com bobagens.

— Coloco cerca de 70% de tudo o que eu ganho na minha carreira. Só que, na medida em que vou investindo, na próxima etapa, eu já consegui fazer com que esses 70% não sejam o mesmo valor. Vai diluindo, sabe? As pessoas têm medo do dinheiro acabar. Eu não tenho. Quero fazer da melhor forma. Se acabar, terei certeza de que fiz tudo da maneira como sonhei. No fim, quanto mais invisto, mais retorno eu tenho — explica.

Bloco das Poderosas

No ano em que o Rio sedia as Olimpíadas, Anitta poderia ganhar uma medalha de ouro no quesito animação. Somente na semana do carnaval, ela fará nove shows. Além do próprio desfile e uma apresentação no Camarote da Boa, a cantora comanda o Bloco das Poderosas, no Centro, no próximo dia 13 (a concentração será às 7h na Candelária). Sobre as notícias da proibição de seu cortejo, a estrela é direta:

— Sair, eu sabia que ele ia sair. Isso já estava sendo programado há muito tempo. As coisas costumam ter uma expectativa muito grande em relação a mim. Tem um quê de “meu Deus, vai ser um

acontecimento”.

Anitta e Isis Valverde no novo clipe da funkeiro.
Anitta e Isis Valverde no novo clipe da funkeiro. Foto: Reprodução / Reprodução

Nesta entrevista, a cantora não foge de perguntas. O papo acontece numa sala da Cidade das Artes, na Barra, onde foram feitas as fotos da reportagem. Sobre a possível rixa com outra poderosa dos blocos de rua, Anitta ri e mostra uma troca de mensagens com Preta Gil pelo WhatsApp para o repórter.

— Olha aqui! Ontem, eu disse que ela estava gata numa foto. Isso não tem nada a ver. Mas eu não me incomodo com o que falam, já passei dessa fase. Antes, eu lia tudo o que publicavam sobre mim. Se continuasse assim, eu ia pirar. Não leio mais nada — jura ela, que ainda elogia a rainha de bateria de sua escola, a cantora Claudia Leitte: — Eu a amo. Ela é uma mulher verdadeira. E eu gosto de lidar com pessoas assim.

Tia Nilda, coordenadora da ala das baianas da Mocidade, acredita que sua escola está bem representada:

— Anitta é uma simpatia. Ela está vindo com garra, com samba no pé. Existe comprometimento com a comunidade, tem amor. E é isso que queremos. O dia em que ela veio no ensaio técnico foi uma loucura. Pessoas chorando de emoção… Foi a maior bagunça. A gente vê que as pessoas gostaram da escolha dela como musa. Dá para sentir o carinho de todos.

Cantora está solteira e diz que não terá tempo para beijar na boca
Cantora está solteira e diz que não terá tempo para beijar na boca Foto: Marcelo Theobald / Marcelo Theobald/Agência O Globo

Feliz com o momento atual, a cantora quer aproveitar suas conquistas. Ser rainha de bateria, por exemplo, não é um objetivo.

— Não penso nisso. Topei ser musa por ser uma experiência diferente e porque daria para conciliar com os meus shows. Para ser rainha, vai depender do momento — diz a morena, que conta suas pretensões em relação ao carnaval: — Amo fazer a diversão das pessoas. Não consigo beijar na boca, mas me divirto cantando. Quero ver todo mundo pulando.

 Extra Online