João Pessoa 27/05/2018 15:53Hs

Início » Entretenimento » Paolla Oliveira comenta repercussão da pouca roupa de sua personagem em ‘Felizes para sempre?’

Paolla Oliveira comenta repercussão da pouca roupa de sua personagem em ‘Felizes para sempre?’

Atriz comanda quadro no ‘Fantástico’ sobre figurino a partir deste domingo; vencedor trabalhará em produção da Globo

paola oliveiraBelo trio. Paolla Oliveira com Juliana Paes e Grazi Massafera, a modelo do primeiro episódio

RIO — O figurino de Danny Bond — ou a falta dele — foi um dos destaques de “Felizes para sempre?”, minissérie dirigida por Fernando Meirelles e exibida pela Globo no início do ano. Não é difícil imaginar, portanto, por que a atriz Paolla Oliveira, intérprete da prostituta que atendia pelo nome de Denise quando não estava em serviço, foi convidada para apresentar “Como manda o figurino”, quadro que estreia neste domingo, dia 22, no “Fantástico”, no ar a partir das 21h.

— Danny Bond foi realmente arrebatadora. Usava várias perucas, que ajudavam a criar diversas personagens dentro da personagem — comenta Paolla, que garante não ter se incomodado com a repercussão da famosa sequência em que apareceu apenas com um fio dental: — Fiquei feliz com o sucesso e com o trabalho por trás daquela cena.

Na atração, idealizada pela figurinista Gogoia Sampaio (na Globo há 25 anos) e dirigida por Fabrício Mamberti, seis participantes são desafiados a conceber trajes inspirados em figurinos de novelas que marcaram a história da emissora em seus 50 anos.

— Queria sair do meu dia a dia e imaginei que seria legal fazer um reality de figurino, diferente dos que já existem — comenta Gogoia, que é também mentora dos participantes.

Cada episódio terá um desafiante diferente, um artista no papel de modelo e dois jurados convidados. O primeiro desafio é proposto pela autora Gloria Perez: criar um figurino que poderia ser usado pela personagem Khadija (Carla Diaz), da sua novela “O clone” (2001), nos dias atuais.

— Os concorrentes tiveram que pensar como uma personagem de “O clone” se vestiria hoje, com modernidade, mas sem perder a essência — afirma Paolla.

As criações deste domingo serão desfiladas por Grazi Massafera e julgadas por Juliana Paes e pela figurinista Marília Carneiro, também da Globo. A cada semana um candidato será eliminado. O vencedor ganha a chance de trabalhar numa produção da emissora.

— Queria dar espaço para pessoas de todo o Brasil que dificilmente teriam uma oportunidade na Globo — diz Gogoia.

O papel de Paolla, que estreia no posto de apresentadora, é “ser uma ponte entre os telespectadores, os jurados e os concorrentes”.

— Graças a Deus não preciso julgar! Seria muito difícil. Estive com os participantes, os vi fazendo as roupas. São todos muito talentosos — comenta a atriz.

Os figurinistas Rafael Chaouiche, do Calógeras, no Paraná, Melissa Maia, de Manaus, Cássio Caiazzo, de Salvador, Yuri Yamamoto, de Fortaleza, Camila Babka e Rafael Debei, de São Paulo, estão na disputa. No último dos seis episódios, o público escolherá o vencedor, através da internet.

O Globo