João Pessoa 18/06/2018 13:38Hs

Início » Esporte » Austrália vence Honduras e garante penúltima vaga para a Copa do Mundo

Austrália vence Honduras e garante penúltima vaga para a Copa do Mundo

Na manhã desta quarta-feira, no ANZ Stadium, em Sydney, a Austrália garantiu uma das duas última vagas que ainda sobravam para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Após empate em 0 a 0 no jogo de ida da Repescagem Intercontinental, diante de sua torcida, os Cangurus bateram a seleção de Honduras por 3 a 1 e confirmaram presença no mundial pela quarta vez consecutiva. Os três gols da vitória foram anotados pelo meia Mile Jedinák, enquanto Elis diminuiu para os visitantes.

A última seleção a se classificar para o torneio mais importante do futebol sairá do duelo entre Peru e Nova Zelândia, que ocorre na madrugada desta quarta para quinta-feira, a partir das 00h15 (no horário de Brasília). O jogo de ida também terminou empatado sem gols.

O jogo – Em um confronto entre duas seleções tecnicamente limitadas, com características defensivas, os australianos foram os responsáveis por tomar a iniciativa do jogo. Ainda que sofressem com muitos erros de passe, dominaram as ações desde o apito inicial, criando as melhores oportunidades da partida.

O primeiro lance de perigo ocorreu aos 13 minutos. Pela esquerda, Mooy bateu falta em direção ao gol, a bola quicou na pequena área, na frente do goleiro Escober, que conseguiu espalmar. O experiente Tim Cahill se esticou todo para escorar, mas não alcançou.

A Austrália chegou a ter quase 80% da posse da bola no decorrer do primeiro tempo. Aos 33 minutos, Behich cruzou rasteiro para o meio, após boa jogada de Cahill na linha de fundo. Rogic chegou batendo, obrigando o goleiro hondurenho a praticar defesa em dois tempos.

Escober voltou a aparecer, aos 42 minutos, em chute de Behich. O australiano aproveitou a sobra após cobrança de escanteio de Mooy e bateu cruzado. O arqueiro fez a defesa, evitando o gol dos Cangurus.

Se a bola não entrou antes do intervalo, depois dele foi diferente. A Austrália foi premiada pela superioridade alcançada durante o primeiro período. Aos oito minutos da etapa final, o meia Jedinák cobrou falta frontal, buscando o canto do goleiro. Em uma infelicidade de Honduras, a bola desviou no meio do caminho e enganou Escober.

Aos 13, quase veio o segundo. Após cruzamento da esquerda, Cahill subiu entre os zagueiros e testou em direção ao gol. A bola encobriu o arqueiro hondurenho, que contou com a ajuda do travessão e, por sorte, não tomou mais um.

Porém, a Austrália carimbou o passaporte para a Rússia aos 27 minutos. Acosta colocou a mão na bola dentro da área e o juiz apontou pênalti para a seleção da casa. Jedinák bateu firme, no canto esquerdo, para ampliar. Escober até acertou o lado, mas não alcançou.

A vitória foi sacramentada aos 39, novamente por meio de penalidade máxima. Kruse saiu na cara do gol e levou um carrinho por trás de Palacios, que recebeu apenas amarelo no lance. Jedinák bateu, desta vez sem chances para o goleiro de Honduras.

O seleção da América Central ainda achou tempo para o gol de honra. Após escanteio cobrado para dentro da área, Elis ficou com a sobra e, batendo de jeito estranho, mandou para as redes, diminuindo o placar a um minuto do apito final.

Gazeta Esportiva