João Pessoa 26/05/2018 02:00Hs

Início » Esporte » Bandeira de Mello é eleito presidente do Flamengo para o triênio 2013-2015

Bandeira de Mello é eleito presidente do Flamengo para o triênio 2013-2015

O Flamengo terá um novo presidente para o triênio 2013-2015. Eduardo Bandeira de Mello, da Chapa Azul, foi o vencedor das eleições do clube, realizadas ao longo desta segunda-feira, na Gávea. O candidato de oposição obteve larga vantagem em relação à segunda colocada, Patricia Amorim, que tentava a reeleição e encabeçava a Chapa Amarela: 1.414 votos, contra 914. Jorge Rodrigues, da Chapa Rosa, acabou em terceiro, com 347 votos.

– Estou muito emocionado. Queria dizer que esta vitória é do Wallim (Vasconcellos, candidato impugnado da Chapa Azul que deu lugar a Bandeira de Mello). Queria agradecer à torcida, que nas ruas e nas redes sociais tornou a vitória possível. A vitória veio das ruas para o Flamengo. Agradecer também ao Zico. Só estamos aqui por causa do Zico – declarou o vencedor logo após o fim da apuração, antes de se juntar a seus correligionários para comemorar.

Zico, maior ídolo do clube, apoiou declaradamente a chapa de Bandeira de Mello ao longo de todo o período eleitoral. O Galinho pretende atuar como uma espécie de consultor no departamento de futebol. Bandeira não descarta consultá-lo a respeito de um cargo remunerado.

A posse de Eduardo Bandeira de Mello está, a princípio, prevista para o início de janeiro. O novo presidente e outros integrantes da chapa vencedora devem participar de um período de transição com a atual gestão ao longo do mês de dezembro. Há ainda a possibilidade de ser requisitada a antecipação de posse. Neste caso, Patricia Amorim teria de aceitar deixar o cargo antes do fim do ano.

Candidato há menos de um mês

Eduardo Bandeira de Mello teve a candidatura confirmada apenas em 9 de novembro. O empresário de 59 anos, formado em administração de empresas, assumiu o lugar que era de Wallim Vasconcellos, que foi impugnado (o candidato não possuía cinco anos de vida associativa no clube). Luiz Rodolfo Landim Machado, antigo candidato a vice, também não pôde concorrer. Ele deu lugar a Walter D’Agostino.

Wallim Vasconcellos, apesar de fora da disputa pelo cargo de presidente, continua fazendo parte da chapa, agora na função de diretor geral. Eduardo Bandeira de Mello é executivo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Luiz Eduardo Baptista, presidente da Sky, será o vice-presidente de planejamento e marketing, e Carlos Langoni, ex-Banco Central, ficará responsável pelo Comitê de Finanças e Reestruturação da Dívida. Há ainda Rodolfo Landim (vice de patrimônio), Alexandre Póvoa (vice de Esportes Olímpicos) Gustavo Oliveira (vice de comunicação), Rodrigo Tostes (vice de finanças) e Claudio Pracownik (vice de Administração e TI).

Entre as propostas da Chapa Azul, estão a criação de dois comitês: um para gerir o futebol e outro para reestruturar a dívida do clube. Além disso, Bandeira de Mello promete trabalhar para que o Maracanã seja a casa do Flamengo, ainda que em parceria com o Fluminense. A meta é administrar o Rubro-Negro como uma grande empresa, com base na experiência dos executivos que compõem a equipe.

‘Bandeirão’ era lateral-direito nas peladas

Eduardo Bandeira de Mello tem carreira de 25 anos como executivo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na instituição, é conhecido pelo apelido de Bandeirão. Nos tempos de pelada, Eduardo costumava jogar na posição de lateral-direito. É sócio do Flamengo há 34 anos e fez parte do Conselho de Administração entre 2007 e 2009.

O novo presidente está perto de encerrar suas atividades profissionais no BNDES. Ele revelou que pretende se aposentar no início do ano.

– Eu já tenho tempo para me aposentar, já estava previsto que me aposentaria no início do ano que vem. Ainda tenho algumas coisas pendentes lá no banco e eu não gosto de deixar nada inacabado. O Flamengo não sairá prejudicado.

Globoesporte.com