João Pessoa 17/07/2018 23:31Hs

Início » Esporte » Casemiro defende equilíbrio e união ‘coração e cabeça’ na seleção

Casemiro defende equilíbrio e união ‘coração e cabeça’ na seleção

A seleção brasileira foi muito criticada na Copa do Mundo de 2014, no Brasil, pela falta de controle emocional. Responsável por manter o equilíbrio da equipe de Tite em campo, Casemiro defendeu também um equilíbrio entre o lado emocional e o lado tático para avançar contra o México, na segunda-feira.

Para o volante do Real Madrid, é fundamental que o Brasil saiba unir a parte emocional com as estratégias de jogo propostas por Tite.

“Tem que juntar os dois. Dentro de uma partida, vai ter momentos em que o México vai estar melhor, momentos em que o Brasil vai estar melhor. Diria que tem que juntar os dois, o coração e a cabeça. Vamos sofrer em alguns momentos, o México vai nos atacar. Temos que juntar os dois, ter um equilíbrio em campo”, defendeu.

Dar equilíbrio ao time é a função principal de Casemiro. O volante espera marcar ainda gols na Copa, mas não é sua prioridade.

“Meu trabalho é dar equilíbrio à equipe, fazer meus companheiros jogarem. Mas claro que se sair um golzinho de cabeça ou de fora da área, ajudaria. Mas meu primeiro pensamento é dar equilíbrio à equipe”, explicou em tom bem-humorado.

Casemiro garantiu ainda que a questão do favoritismo é natural, mas citou a Alemanha como exemplo do que pode ocorrer se o time não corresponder em campo.

“Favoritismo vem de vocês. Camisa não ganha jogo. Temos o exemplo da Alemanha. Com todos os jogadores que têm, todo o favoritismo, caiu na primeira fase. Estamos muito tranquilos. Todos os jogadores são de grande nível, de clubes sempre favoritos. Já estamos acostumados a essa pressão, a esse favoritismo que todo mundo fala. Nós temos sempre muito respeito, tranquilidade, humildade. Temos que jogar muito futebol para ganhar do México”, defendeu.

O Gol