João Pessoa 26/05/2018 06:26Hs

Início » Esporte » Com 50º gol de Messi, Argentina bate Bolívia e entra no grupo de classificação

Com 50º gol de Messi, Argentina bate Bolívia e entra no grupo de classificação

Vitória por 2 a 0 leva Albiceleste à terceira posição, com 11 pontos; atacante do Barcelona fica mais próximo de ser o maior artilheiro da seleção

messi gol venceCom 50 gols pela Argentina, Messi está apenas seis atrás de Gabriel Batistuta, maior artilheiro da seleção com 56 tentos 

Nesta terça-feira (29 de março), a Argentina recebeu a Bolívia no estádio Mário Kempes, pela sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, e fez seu dever de casa. A Albiceleste venceu por 2 a 0 e, de quebra, ingressou no grupo de classificação para o Mundial, além de ver viu Lionel Messi alcançar uma marca significativa.

O atacante do Barcelona, que marcou o segundo tento após Mercado abrir o placar, chegou a seu 50º gol com a camisa da seleção e está cada vez mais próximo de alcançar o maior artilheiro da história da Argentina, Gabriel Batistuta, que possui 56.

A vitória colocou a equipe na terceira colocação das Eliminatórias, com 11 pontos. Já a Bolívia está na nona posição, com três.

Na próxima rodada, em setembro, a Seleção Argentina recebe o Uruguai. Já a Bolívia mede forças com o Peru, também em seus domínios.

O jogo

 A primeira etapa foi de domínio total da Argentina, que poderia ter aberto o placar logo na saída de bola. Com dez segundos de jogo, Dí Maria roubou a bola no meio, invadiu a área e chutou para Carlos Lampe espalmar. No rebote, Banega bateu alto e mandou caprichosamente no travessão.

Se a bola não entrou neste lance, não demorou muito para os albicelestes abrirem o placar. Aos 19 minutos, após cobrança de falta rápida, Higuaín recebeu dentro da área e tentou de cobertura, com o zagueiro tirando em cima da linha. No rebote, o próprio atacante ficou com a redonda e rolou para Mercado bater de chapa e colocar os argentinos na frente.

A pressão dos mandantes seguiu. Aos 26, Lionel Messi cobrou falta da intermediária e obrigou Carlos Lampe a espalmar para afastar o perigo.

 

No lance seguinte, no entanto, o atacante do Barça não desperdiçou. Aos 29, Banega foi derrubado por Eguino dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Messi foi para a cobrança e bateu no cantinho para ampliar a vantagem da Argentina, chegando a seu 50º gol com a camisa de sua seleção.

No final da primeira etapa, aos 43, a Argentina quase chegou ao terceiro. Messi fez uma bela jogada pelo meio e tocou para Higuaín na entrada da área. O centroavante chutou mirando o canto esquerdo do goleiro e não foi às redes por muito pouco. Com isso, o duelo foi para o intervalo com vitória parcial dos mandantes por 2 a 0.

A Argentina voltou para o segundo tempo com a mesma postura e quase ampliou aos quatro. Mercado cruzou para a área e Messi cabeceou para fora com muito perigo.

A Bolívia respondeu aos nove. Smedberg cobrou falta perigoso e obrigou Sergio Romero a espalmar para escanteio.

O lance boliviano, no entanto, foi casual e a Argentina retomou a pressão. Aos 14, Ángel Correa chutou colocado de dentro da grande área e obrigou Lampe a trabalhar. Na sequência, aso 18, foi a vez de Biglia arriscar e mandar para fora.

Lionel Messi ainda teve chance de marcar mais um, aos 37, e chegar a seu 500º gol na carreira. No entanto, após cobrança de falta do argentino, Lampe se esticou e espalmou a bola.

Com volume de jogo, mas sem conseguir balançar as redes, a Argentina se contentou com a importante vitória por 2 a 0 sobre a Bolívia.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 2X0 BOLÍVIA

Local: Estádio Mario Kempes, em Córdoba (ARG)
Data: 29 de março de 2016, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Jesús Valenzuela Sáez (Venezuela)
Assistentes: Carlos López Rico (Venezuela) e Luis Alfonso Sánchez Pérez (Venezuela)
Cartões amarelos: Luis Gutiérrez e Yasmani Duk (Bolívia)
Gols: ARGENTINA – Mercado, aos 19 minutos, e Messi, aos 29 do primeiro tempo.

ARGENTINA: Sergio Romero, Gabriel Mercado, Martín Demichelis, Javier Pinola e Marco Rojo; Javier Mascherano, Lucas Biglia, Éver Banega (Augusto Fernández) e Ángel Di María (Ángel Correa); Lionel Messi e Gonzalo Higuaín (Sergio Agüero)
Técnico: Gerardo Martino

BOLÍVIA: Carlos Lampe, Diego Bejarano, Ronald Eguino, Fernando Marteli e Luis Gutiérrez; Danny Bejarano (Fernando Saucedo), Alejandro Chumacero (Juan Arce), Marvin Bejarano, Smedberg Dalence e Jhasmani Campos (Samuel Galindo); Yasmani Duk
Técnico: Julio César Baldivieso.

Fox Sports