João Pessoa 19/06/2018 12:37Hs

Início » Esporte » Com problema no quadril, primeiro brasileiro campeão da NBA se aposenta

Com problema no quadril, primeiro brasileiro campeão da NBA se aposenta

Um dos principais nomes do basquete brasileiro nos últimos anos, Tiago Splitter anunciou sua aposentadoria das quadras. Com 33 anos e o primeiro brasileiro a ser campeão na NBA, o pivô encerra sua carreira profissional após 17 temporadas.

“Vou parar de jogar. É uma decisão que tomei nesses últimos meses, não é uma coisa que eu quero, mas a lesão que tive no quadril está sendo mais problemática do que a gente achava. É um momento difícil porque você para de fazer uma coisa que fez a vida inteira. Eu me lembro de estar em uma quadra de basquete desde que lembro da minha pessoa. Conversei com minha família, minha esposa, todo mundo e, realmente, chegou o momento de pendurar o tênis”, disse Splitter em entrevista ao Sportv.com.

O motivo para que Splitter abandonasse a carreira foi uma lesão sofrida em seu quadril em 2016. Ele já havia ficado de fora dos Jogos Olímpicos de 2016 por esta razão, e mesmo quase dois anos após o golpe, ainda precisaria de uma nova cirurgia, com tempo de recuperação de retorno às quadras superior a um ano. Apesar da decisão ter sido tomada nos últimos meses, foi divulgada apenas nesta semana durante a semana do All-Star Game.

“Fiz a cirurgia no lado direito do quadril. Estava até bem. Coloquei um pedaço de metal no quadril. Fui o primeiro a jogar com uma prótese na NBA. O outro lado começou a machucar. Procurei o mesmo médico. Fiz ressonância e viram que acabou a cartilagem, gastou com o tempo. Teria que fazer a mesma coisa do outro lado se quisesse jogar. Na época, estava com 32 anos e precisaria de mais 12, 13 meses de recuperação. Não estaria mais bem fisicamente para competir com essa garotada”, acrescentou.

Apesar da aposentadoria, não significa que Splitter ficará longe do basquete. Na mesma entrevista, ele admitiu que existe a possibilidade de trabalhar junto ao sue ex-técnico Gregg Popovich, do San Antonio Spurs, com um cargo dentro da franquia.

“Penso, penso… Um lugar onde me sinto em casa, onde conheço todo mundo. Quando eu fui fazer uma visita, um estágio, eles abriram as portas. Não quer dizer que terei portas abertas garantidas no futuro lá. Mas sim, penso sim nessa possibilidade de trabalhar lá (San Antonio Spurs) no futuro. Não descarto não”, disse.

Foi jogando pela franquia que conquistou o título da NBA em 2014, sendo o primeiro jogador brasileiro a ser campeão do torneio.

Natural de Blumenau, Santa Catarina, Splitter saiu do Brasil muito cedo para iniciar a carreira profissional no basquete. Com apenas 15 anos viajou à Espanha e passou a jogar no Saski Baskonia. Foram 10 anos no país basco até ser draftado pelo San Antonio Spurs, onde permaneceu por cinco temporadas. Ele ainda jogou pelo Atlanta Hawks e o Philadelphia 76ers.

Pela seleção foram cinco medalhas de ouro: no Sul-Americano e nos Jogos Pan-Americanos de 2003 e na Copa América de 2005, 2009 e 2011.

ESPN