João Pessoa 26/05/2018 04:23Hs

Início » Destaque » Corinthians vence Al Ahly no sufoco e vai à final

Corinthians vence Al Ahly no sufoco e vai à final

O Corinthians vai tentar faturar o seu segundo título do Mundial de Clubes no próximo domingo após conquistar uma vitória magra nas semifinais. Nesta quarta-feira, o atual campeão da Libertadores confirmou o seu favoritismo e se classificou para a decisão do torneio, que está sendo realizado no Japão, ao derrotar o Al Ahly, do Egito, por 1 a 0.

Na decisão do Mundial de Clubes, marcada para as 8h30 (horário de Brasília) do próximo domingo em Yokohama, o Corinthians vai enfrentar o vencedor da partida entre o Chelsea e o Monterrey, do México, que será disputada nesta quinta-feira. Derrotado, o Al Ahly disputará o terceiro lugar do torneio também no domingo, às 5h30, contra o time que cair na outra semifinal.

Nesta quarta-feira, o Corinthians dominou o primeiro tempo e, mesmo sem criar muitas oportunidades, conseguiu definir a sua vitória com eficiência. E para isso contou com a participação decisiva do atacante peruano Paolo Guerrero, que chegou a ser dúvida para a disputa do Mundial de Clubes por causa de uma lesão, mas marcou o único gol da partida. Na etapa final, o Al Ahly chegou a ameaçar o time paulista, que soube se defender para obter a vaga na decisão.

O JOGO – O Corinthians tomou a iniciativa de atacar nos primeiros minutos, mas sem pressa, trocando passes no setor ofensivo, em busca de espaços na defesa adversária. O time ameaçou pela primeira vez aos nove minutos. Alessandro cobrou lateral, a defesa cortou errado e Douglas finalizou de primeira, com a bola saindo pela direita do time egípcio.

Apesar do domínio, o Corinthians passou por um susto no lance seguinte, quando Soliman cobrou falta e Rabia, livre, cabeceou à esquerda do gol. Porém, exceto por essa jogada, o primeiro tempo foi controlado pelo time paulista, que não teve mais a sua meta ameaçada pelo adversário egípcio, preocupado apenas em marcar, mas sem muito êxito.

Aos 21 minutos, Emerson tentou encontrar Paulinho na grande área, mas o goleiro Ekrami cortou antes da finalização do volante. O primeiro gol corintiano saiu aos 29 minutos após cobrança de escanteio. Douglas cruzou e a defesa do Al Ahly cortou. A bola voltou para o meia, que cruzou novamente. Guerrero cabeceou e a bola entrou no canto direito, sem chance de defesa para Ekrami.

Em desvantagem, o Al Ahly passou a adotar postura mais ofensiva, tentou marcar a saída de bola do Corinthians, mas não conseguiu criar chances efetivas de gol. Assim, o primeiro tempo terminou mesmo com o time brasileiro em vantagem.

O Al Ahly voltou para a etapa final tentando pressionar o Corinthians e adiantou a marcação, mas não conseguia superar os defensores do time brasileiro, que mudou seu posicionamento para tentar puxar contra-ataques. Assim, o ritmo da partida caiu, sem lances perigosos.

O time egípcio acionou o veterano Aboutrika, de 34 anos, que iniciou o duelo no banco de reservas. Aos 17 minutos, o Al Ahly ameaçou. Chicão cortou cruzamento de Fathi, mas a bola sobrou para Rabia, que chutou forte, de primeira. A bola saiu à esquerda da meta de Cássio.

Em seu melhor momento na partida, o Al Ahly voltou a ameaçar o Corinthians aos 20 minutos. Aboutrika lançou Fathi em velocidade. Na grande área, ele tocou na saída de Cássio, mas para fora. Sob pressão, o Corinthians respondeu aos 28 minutos. Guerrero passou para Paulinho, que driblou um marcador e chutou cruzado. A defesa do time egípcio, porém, fez o corte.

O técnico Tite promoveu as entradas de Jorge Henrique, Romarinho e Guilherme Andrade no Corinthians, que não conseguia reter a posse de bola. Assim, o time levou alguns sustos, mas conseguiu manter o placar de 1 a 0, que garantiu a passagem corintiana para a decisão do Mundial de Clubes.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 0 AL AHLY

CORINTHIANS – Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Douglas (Jorge Henrique); Emerson (Romarinho) e Guerrero (Guilherme Andrade). Técnico: Tite.

AL AHLY – Ekrami (El Saoud); Fathi, Gomaa, Naguib e Kenawi; Said (Aboutrika), Rabia, Ashour e Soliman; Gedo (Moteb) e Hamdi. Técnico: Hossam el Badry.

GOL – Guerrero, aos 29 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Marco Antonio Rodríguez (Fifa/México).

PÚBLICO – 31.417 espectadores.

RENDA – Não disponível.

LOCAL – Estádio de Toyota, em Toyota (Japão).

 

 

ag. estado