João Pessoa 15/08/2018 09:39Hs

Início » Esporte » Felipe Massa comemora a chegada de novo brasileiro à F1

Felipe Massa comemora a chegada de novo brasileiro à F1

Único piloto brasileiro no grid deste ano parabeniza jovem Felipe Nasr, que foi o piloto de testes da Williams em 2014 e fará a temporada de 2015 pela Sauber

felipe massaFelipe Massa já está animado com a temporada 2015 – afinal, ele não será mais o único representante brasileiro na Fórmula 1. Já em São Paulo para a disputa do Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos, no domingo, o piloto da Williams usou sua conta no Instagram para parabenizar Felipe Nasr, jovem de 22 anos que foi anunciado como piloto da Sauber para a temporada de 2015. “Parabéns, meu irmão, muito feliz por você! Espero que você tenha alegria e muito sucesso! Contente por ter mais um brasileiro levando a bandeira do nosso país”, escreveu Massa. Os dois xarás já se conhecem bem, já que Nasr foi piloto de testes e reserva da Williams durante a atual temporada.

Como Massa renovou contrato com a equipe britânica, o Brasil voltará a ter dois representantes na Fórmula 1, o que não ocorre há dois anos, quando Bruno Senna, na Williams, fez companhia ao então piloto da Ferrari. Curiosamente, Massa também estreou na Fórmula 1 pela Sauber, em 2002. O brasiliense Felipe Nasr terá como companheiro de equipe o sueco Marcus Ericsson, atualmente na Caterham, e será o 31º brasileiro a participar da categoria.

Até o fim da temporada, Nasr seguirá como piloto de testes da Williams e, neste fim de semana, participará dos treinos livres em Interlagos. Além do emprego na equipe britânica, ele disputa desde 2012 a GP2 pela equipe Carlin – é o atual vice-líder da temporada, com quatro vitórias. Nasr tem como principal título na carreira a Fórmula 3 inglesa, em 2011.

As equipes e pilotos

EQUIPE PILOTOS
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Daniel Ricciardo (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Kimi Raikkonen (Finlândia)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Kevin Magnussen (Dinamarca)
Lotus Pastor Maldonado (Venezuela) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Esteban Gutiérrez (México) Adrian Sutil (Alemanha)
Force India Nico Hulkenberg (Alemanha) Sérgio Pérez (México)
Williams Felipe Massa (Brasil) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniil Kvyat (Rússia) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham Andre Lotterer (Alemanha) Marcus Ericsson (Suécia)
Marussia Jules Bianchi (França) Max Chilton (Grâ-Bretanha)

Novos motores V6 turbinados

Em 2013, os motores V8, de 2.4 litros, com cerca de 760 cv, conseguiam um adicional de 80 cv durante seis segundos a cada volta com o auxílio do sistema de recuperação de energia cinética (Kers). Os novos motores V6 turbinados, de 1.6 litro, produzirão cerca de 600 cv, mas com dois novos sistemas – ERS-K, que converte a energia cinética da desaceleração em energia elétrica; e ERS-H, que converte o giro da turbina em eletricidade  – darão adicional de 160 cv por 33 segundos a cada volta. E em 2013 os pilotos podiam usar até oito motores numa temporada, mas agota o limite são de cinco. no anoFernando Alonso (Ferrari)
20 milhões de euros (65 milhões de reais)