João Pessoa 26/05/2018 00:39Hs

Início » Esporte » Flamengo vence o Tigres por 3 a 1 com dois gols de Marcelo Cirino

Flamengo vence o Tigres por 3 a 1 com dois gols de Marcelo Cirino

Atacante se isola na artilharia do Campeonato Carioca com oito gols

gol do flamengoMarcelo Cirino chuta para marcar o segundo gol dele na partida

Seja para atravessar os tapetes dos principais estádios do país ou os alçapões que restam no Campeonato Carioca, a vitória do Flamengo, por 3 a 1 sobre o Tigres, neste sábado, em Xerém, mostrou que há vários caminhos para se chegar ao mesmo lugar. Ao escalar seu time com três volantes e três atacantes, o técnico Vanderlei Luxemburgo admitia que sua prioridade era conquistar o mesmo número de pontos até Marcelo Cirino lembrar que o melhor atalho para a vitória não vem da quantidade e sim da qualidade dos jogadores.

Ao marcar dois gols, depois que o Tigres chegara ao empate, o atacante se isolou na artilharia, com oito gols, enquanto o Flamengo assumiu a liderança provisória da competição, por ter marcado oito gols a mais que o Vasco. Embora a possibilidade de experiências faça do Estadual uma extensão da pré-temporada, esta acabou, neste sábado, para Vanderlei. Depois do jogo eliminatório de quarta-feira, contra o Brasil de Pelotas, pela Copa do Brasil, o time volta ao Maracanã no domingo para enfrentar o Vasco

— Domingo tem clássico, quero estar com todo mundo inteiro — disse Vanderlei ao justificar a escalação da zaga com Frauches e Marcelo para poupar Wallace e Bressan, pendurados com dois cartões amarelos.

Com as escalações de Jonas e Alecsandro, Vanderlei tinha um homem de referência à frente de cada área para aproveitar as chances que seu esquema negava ao rival. Logo no início do jogo, em lance polêmico, o ex-rubro-negro Fabiano Oliveira caiu na área do Flamengo mas a arbitragem mandou o jogo seguir. A partir de um contragolpe puxado por Gabriel, aos 19, o Flamengo se instalou no ataque e só voltou ao seu campo para o renício do jogo após o gol de Alecsandro, ao girar o corpo e bater de esquerda, aos 23.

Alecsandro é levantado por Marcelo Cirino na comemoração do primeiro gol do Flamengo contra o Tigres

— Se o campo fosse bom, a gente jogava bonito. Como é ruim, estamos jogando feio — disse Alecsandro.

No intervalo, Vanderlei poupou Jonas e Canteros, que haviam recebido cartão amarelo, mas conservou os três volantes entradas de Caceres e Luiz Antonio. Aos 17, com a substituição de Alecsandro por Paulinho, o esquema ficou sem um centrovante de área que o Tigres ainda tinha. Aos 19, Fabiano Oliveira subiu mais que Pará e cabeceou para empatar o jogo.

Quando suas conviccões pareciam ameaçadas, Vanderlei se lembrou de que há vários caminhos para se chegar ao mesmo lugar. Sem ser um centrovante clássico, Marcelo Cirino confirmou sua versatilidade ao aparecer pela esquerda e chutar cruzado para fazer 2 a 1, aos 20. Pelo outro lado, o camisa 7 driblou o goleiro antes de marcar o terceiro, aos 34. Seja no tapete ou no alçapão, acima de tudo está o talento do artilheiro rubro-negro.

TIGRES 1 X 3 FLAMENGO

Local: Los Lários, Xerém (RJ)

Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ), auxiliado por Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Andréa Izaura Maffra Marcelino de Sá (RJ)

Cartões amarelos: Fabiano Oliveira, Zé Carlos (TIG); Jonas, Canteros (FLA)

Gols: Alecsandro 22’/1°T (0-1), Fabiano Oliveira 18’/2°T (1-1), Marcelo Cirino 19’/2°T (1-2), Marcelo Cirino 34’/2°T (1-3)

Tigres: Santiago, Thiago Bastos, Zé Carlos, Spice e Matheus (Marlinho 35’/2°T); Renan (Lucas 5’/2°T), Leão (Silva/intervalo), Jean Carioca, Paulinho Guará; Alex Sassá e Fabiano Oliveira. Técnico: Rubens Filho.

Flamengo: Paulo Victor, Pará, Frauches, Marcelo e Anderson Pico; Jonas (Luiz Antonio/intervalo), Márcio Araújo e Canteros (Cáceres /intervalo); Gabriel, Marcelo Cirino e Alecsandro (Paulinho 15’/2°T). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

O Globo