João Pessoa 24/05/2018 09:58Hs

Início » Esporte » Inter consegue vitória no último lance

Inter consegue vitória no último lance

Wellington Silva garantiu o triunfo que manteve o Colorado na terceira posição do Brasileiro e pôs o time direto na Libertadores

Paulão comemora vitória do Inter sobre o FigueiraFoi “sofrido, como sempre”, como desabafou o técnico Abel Braga após a partida. Um gol de Wellington Silva no último lance garantiu o triunfo de virada do Inter sobre o Figueirense por 2 a 1, no Orlando Scarpelli. A vitória manteve o Colorado na terceira posição do Campeonato Brasileiro, garantindo o clube na fase de grupos da Libertadores e evitando um duelo de mata-mata preliminar, que, em caso de classificação, resultaria em vaga na Chave da Morte, ao lado de São Paulo, San Lorenzo (ARG) e Danubio (URU).

 

O Inter precisava da vitória e se lançou ao ataque no início. Aos quatro, Wellington Silva deu ótimo passe para Alan Ruschel, que tentou encobrir o goleiro Tiago Volpi, mas acabou mandando por cima do gol. Aos 15, Valdívia levantou na área e Rafael Moura cabeceou à direita da meta do Figueira.

 

No entanto, conforme o tempo passava, o ímpeto do Colorado diminuía e o time da casa ficava mais confortável com a partida. O Figueira começou a levar perigo aos 30, quando Felipe fez boa jogada e chutou em cima de Alisson. Dois minutos depois, Felipe voltou a arriscar em cima do goleiro do Inter. Aos 36, Marcão aproveitou sobra na área e emendou uma puxeta, que foi para fora.

 

O início da etapa complementar manteve o ritmo do fim da primeira. Logo no primeiro minuto, o Figueira só não abriu o placar por causa de um milagre de Alisson. Depois de vacilo na saída de bola, Pablo recebeu cruzamento rasteiro da direita e, sozinho na marca do pênalti, finalizou para grande defesa do goleiro colorado.

 

Se Pablo desperdiçou sua primeira oportunidade, ele não faria o mesmo na segunda, aos quatro minutos. Em boa trama do ataque do Furacão, Yago cruzou, Marcão ajeitou de cabeça e o atacante finalizou sem chances para Alisson.

 

O goleiro do Colorado voltou a fazer boas intervenções aos 29 e aos 30 minutos, em finalização cara a cara com Marcão e em cabeceio de Nirley, respectivamente.

 

Quando o Figueirense era claramente melhor na partida, França fez falta dura no meio de campo e recebeu o cartão vermelho direto. O volante ficou indignado com a expulsão, mas teve que deixar o campo.

 

Com um a mais, o Inter cresceu na partida. Aos 37, o chileno Aránguiz bateu em cima de Volpi. Quatro minutos depois, o centroavante Rafael Moura sobiu sozinho e escorou cobrança de escanteio para o fundo do gol.

 

Aos 42, Alan Ruschel deixou as duas equipes com 10 em campo ao fazer falta no meio e receber o segundo amarelo na partida. Ainda houve tempo para mais violência em campo: o zagueiro Nirley e o atacante Wellington Paulista trocaram empurrões e também receberam o vermelho direto aos 46.

 

Quando tudo indicava que o Inter iria para a pré-Libertadores, apareceu a estrela de Wellington Silva. Após levantamento na área, o lateral-direito ganhou no corpo de um adversário e bateu rasteiro. Volpi chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol que colocou o Colorado na Libertadores.