João Pessoa 24/05/2018 09:46Hs

Início » Esporte » Magic Paula vê má gestão e acomodação na seleção feminina

Magic Paula vê má gestão e acomodação na seleção feminina

Medalhista em 1996 não está otimista em relação ao desempenho das meninas no Rio; no entanto, ela confia no time masculino

paula 1Nesta sexta-feira, as chaves do basquete olímpico foram definidas. E a seleção masculina terá um caminho duríssimo rumo ao pódio. O Brasil no Grupo B, está ao lado de Espanha, Argentina, Lituânia, Nigéria e outra equipe que sairá do Pré-Olímpico, com Croácia e Grécia entre as favoritas. Quatro das seis equipes avançam para as quartas de final.

Apesar do sorteio desfavorável, a ex-jogadora Magic Paula está otimista quanto às chances do Brasil no grupo.

“Eu confio bastante no time masculino, os meninos estão num estágio legal. Atrapalha um pouco a ausência do conjunto, de treinar mais perto, estar mais perto. Mas acredito que o basquete masculino pode surpreender”, afirmou em entrevista ao programa Esporte em Debate, da Rádio Bandeirantes.

As meninas do Brasil também souberam suas adversárias. A Seleção enfrentará Japão, Austrália e mais três equipes vindas do Pré-Olímpico. No entanto, no feminino, Paula não tem tantas esperanças de um resultado bom como foi a prata que conquistou em Atlanta-1996, ao lado de Hortência, Janeth e outras feras.

“Eu não gosto de fazer comparação. As coisas evoluem. A gente conquistou um título há 20 anos, muita coisa mudou. Infelizmente, não mudou o pensamento dos nossos dirigentes. O imediatismo continua, termina uma geração e fica 20 anos tentando resgatar uma nova geração. Mas as meninas tem um pouco de culpa também. Quando você não é cobrado, tem uma acomodação. Sempre tem uma desculpa para não conquistar algo. Isso é fruto de uma má gestão”, cravou Magic Paula.

Band